(Com contribuição de Vera Amatti)

São diversas as datas que marcam a singular contribuição para o Brasil da Família Real cuja chegada foi um divisor de águas para a História da nação e para seu desenvolvimento em todos os campos. Vamos relembrá-las?

22 de outubro de 1807: Assinatura do decreto que transferia a sede da Monarquia portuguesa para o Brasil. O decreto foi assinado pelo Príncipe Regente D. João e o Rei da Inglaterra George III.

29 de novembro de 1807: A Corte portuguesa parte de Lisboa.

21 de janeiro de 1808: Abertura dos Portos para as nações amigas.

22 de janeiro de 1808: A Família Real chega a Salvador, Bahia.

28 de janeiro de 1808: Promulgação da primeira Carta Régia em território Brasileiro.

07 de março de 1808: Família Real chega ao Estado da Guanabara (Rio de Janeiro)

08 de março de 1808: A Corte portuguesa instala-se no Rio de Janeiro, cidade que é declarada Capital do Império.

13 de maio de 1808: Instituição da primeira Ordem no Brasil por Dom João VI – a Ordem da Torre e da Espada, criada para comemorar o desembarque da Família Real no Brasil.

16 de dezembro de 1815: Criação do Reino Unido de Portugal, Brasil e Algarves por Dom João VI ainda como Regente. Estado do Brasil deixa de ser colônia para tornar-se o Reino do Brasil.

01 de janeiro de 1822: Dia de cumprimento de bons anos às suas Majestades Imperiais, que contava com um grande baile.

09 de janeiro de 1822: Dia do Fico. Atendendo a um abaixo-assinado com cerca de oito mil assinaturas Dom Pedro I declara sua permanência no Brasil.

Ainda em 1822: Dom Pedro I funda a Casa Imperial do Brasil. E Francisco Manuel da Silva compõe a música do Hino Nacional, chamada inicialmente de Hino ao 7 de abril e depois de Marcha Triunfal, e destinava-se a comemorar a Independência do Brasil.

07 de setembro de 1822:  Independência do Brasil – Desmembramento do Reino do Brasil do Reino Unido de Portugal, Brasil e Algarves. O Imperador compõe a música do Hino da Independência por voltas das 16 horas. A letra havia sido composta no dia 16 do mês anterior por Evaristo da Veiga sob o título de Hino Constitucional Brasiliense. Atualmente, são omitidas estrofes (3 a 6, 8 e 10) do Hino em suas execuções públicas.

18 de setembro de 1822: Decreto de Dom Pedro I cria a Bandeira do Império do Brasil cuja idealização foi da Imperatriz Leopoldina que inclusive a costurou. A bandeira continha o verde representando a Casa Real dos Bragança e o amarelo a Casa Real dos Habsburgo .

22 de setembro de 1822: Separação oficial do Brasil de Portugal.

12 de Outubro de 1822: O Brasil torna-se Império do Brasil, Monarquia Constitucional tendo Dom Pedro I como seu primeiro Imperador.

01 de dezembro de 1822: Cerimônia de Coroação e Sagração do Imperador D. Pedro I que modifica a Bandeira Imperial inserindo uma Coroa verde e cria a Imperial Ordem do Cruzeiro (Primeira ordem honorífica genuinamente brasileira).

25 de março de 1824: Outorga da primeira Constituição do Brasil por Dom Pedro I.

15 de Novembro de 1825: Outorga de Dom João VI à Carta de Lei  que ratificava o Tratado de Aliança e Paz.

16 de abril de 1826: Instituição da Ordem de Pedro I como forma de celebrar o ato de Independência.

09 de abril de 1831:  Dom Pedro II recebe o tratamento de Sua Majestade Imperial.

13 de abril de 1831: Primeira execução pública do Hino Nacional no Rio de Janeiro.

23 de julho de 1840: Declaração da Maioridade de Dom Pedro II.

04 de setembro de 1850: Lei Eusébio de Queiróz, que extingue o tráfico de escravos.

05 de setembro de 1850: Criada a Província do Amazonas.

29 de agosto de 1853: Criada a Província do Paraná.

28 de setembro de 1871: Aprovação da Lei do Ventre Livre, assinada pela princesa Isabel, que concedia liberdade para filhos de escravos nascidos a partir de então.

28 de setembro de 1885: Promulgação da Lei dos sexagenários que garantia liberdade aos escravos com 60 anos de idade ou mais.

13 de maio de 1888: Assinatura da Lei Áurea pela Princesa Isabel, que abolia completamente a escravidão no Brasil.

1972: Sesquicentenário da Independência do Brasil é marcado por acordo entre Brasil e Portugal a fim de que os restos mortais de Dom Pedro I fossem trasladados para a Cripta do Monumento do Ipiranga (SP).

21 de abril de 1993: Primeiro plebiscito realizado no Brasil em virtude do crescimento de movimentos pró-restauração da monarquia em todo o país.

19 de outubro de 2011: O pedido de beatificação e canonização da Princesa Isabel foi recebido por Dom Orani Tempesta, Cardeal Arcebispo do Rio de Janeiro.

10 de maio de 2017: Encontro para discutir o projeto “Brasil 200 anos” que celebrará, em 2022, os 200 anos da Independência do Brasil e Fundação do Império do Brasil.

05 de novembro de 2017: Comemoração dos 200 anos da chegada ao Brasil de Dona Leopoldina, a primeira Imperatriz do país.

Na data de hoje, 11 de dezembro de 2017, foi realizada sessão deliberativa solene no Plenário em homenagem a Dom Pedro II, o que uma vez mais demonstra o quanto o Império foi importante para o Brasil, e do mesmo modo, quão gratos os brasileiros são, até hoje, à Família Imperial do Brasil.  Para assistir a esta homenagem acesse:

https://www.youtube.com/watch?v=8TNKXzC-tlc