O grid de largada foi liderado por Vettel, seguido de Raikkonen e Bottas.

A prova que teve início às 3:10 dessa madrugada no circuito de Xangai, foi a mais improvável da temporada até agora. Dessa vez, apenas um corredor abandonou a prova: Brendon Hartley da Toro Rosso, após, seu parceiro de equipe Pierre Gastly se chocar contra ele na tentativa de uma ultrapassagem. O francês em entrevista, disse que o motivo do contato foi falha na comunicação entre a equipe, onde o autorizaram a passar Hartley. Após a batida, o Safety Car virtual foi ativado, e foi aí que a corrida ficou de “cabeça para baixo”.

Vettel seguido de sua dupla Kimi Raikkonen, largou em primeiro após sucesso nas qualificações, e ficou a maior parte do tempo na liderança, e prometia uma vitória certa. Mas após tal colisão da Toro Rosso na 37ª volta, e a ativação do Safety, foi a vez da equipe Red Bull aproveitar a deixa e partir para o pit stop. Ricciardo e Verstappen colocaram pneus macios e partiram em disparada até os líderes. Embora ambos estarem com vantagem, Max Verstappen se mostrou um pouco ansioso no restante da corrida. Tentou ultrapassar Hamilton por fora um pouco antes da entrada de uma curva e chegou a tocar o inglês, e quase perdeu o controle. Mais a frente se chocou com Vettel em uma curva, fazendo ambos girarem, e foi penalizado em 10 segundos no resultado final. Por consequência do giro, Sebastian Vettel caiu para 7ª posição e depois 8º, após ser ultrapassado por Fernando Alonso nas voltas finais. Ricciardo aproveitou sua vantagem de pneus e ganhou várias posições à frente dos líderes e enfim, no final, foi a vez de superar Bottas.

Daniel Ricciardo vence o GP da China, seguido de Valtteri, Raikkonen e Hamilton.

O próximo GP será no Azerbaijão, dia 29 de abril.

Comments are closed.