Nessa prova no circuito austríaco de Red Bull Ring, a má sorte reinou sobre os favoritos dessa temporada. Seis pilotos não concluíram, entre eles Hamilton, Bottas e Ricciardo. O grid de largada foi liderado por Bottas, seguido de Hamilton e Raikkonen.

Durante uma disputa pela P9 na volta 12/71, Hulkenberg (Renault) deixou o GP por conta de um problema no motor. Fumaça e até fogo surgiram no carro do alemão.

Duas voltas a frente, o próximo a abandonar foi Bottas, que teve avarias na transmissão. É a segunda vez que Valtteri Bottas abandona durante uma boa performance nas qualificações.

Na volta 38/71, Raikkonen atrás de Ricciardo, buscava ultrapassá-lo. Depois de muita insistência, Raikkonen assumiu a P2 de vez. Algumas voltas a frente, Ricciardo detectou mal funcionamento em seu carro, e se retirou da competição.

Brendon Hartley (Toro Rosso) também não concluiu. Faltando apenas 15 voltas para terminar, teve falhas mecânicas em seu veículo.

Nas voltas finais (64/71), Lewis Hamilton foi o quinto a deixar a competição por problemas no carro. Essa é a primeira vez nesse ano que Hamilton não conclui, e para a escuderia, sua primeira retirada dupla.

Stoffel Vandoorne (Mclaren) foi o último a desertar nessa onda de abandonos indo para os boxes, faltando apenas uma volta para o término da disputa.

A equipe Ferrari se destacou nessa competição. Vettel largou em quarto, atrás de Raikonen, e ambos pressionaram os líderes. Com Bottas e Hamilton fora da jogada, Vettel e Raikkonen viram o caminho livre para a liderança. Exceto por Verstappen.

Max Verstappen (RBR) que largou em quinto, aproveitou o Safety Car Virtual (Ativado durante o abandono de Bottas) para adiantar sua ida aos boxes. A estratégia da equipe Red Bull foi boa, e tudo o que Verstappen precisava era manter a posição. O piloto neerlandês vence o GP da Áustria, seguido de Raikkonen e Vettel.

A próxima etapa será na Grã-Bretanha, dia 8 de julho.

Comments are closed.