O Grupo Duna, por meio de sua Agência Press, vem formalmente apresentar seu enorme e inconsolável pesar em virtude da morte de diversas obras raras e fontes primárias, ontem destruídas pelo incêndio que tomou conta do Palácio Imperial da Quinta da Boa Vista, no Rio de Janeiro, e que abrigava o Museu Nacional, guardião de um acervo ímpar e único, referência mundial em áreas diversas das mais variadas Ciências, especialmente as Naturais.

A perda é irreparável e sua repercussão internacional. O incêndio não constitui apenas uma tragédia para monarquistas, mas para a nação como um todo, uma vez que o Museu reunia bem mais do que peças da Era Imperial. O dano é incalculável e atinge diretamente a memória e a identidade nacional.

O Grupo Duna, totalmente consternado, registra aqui seus mais sinceros sentimentos.