Independentemente do seu viés ideológico ou do que defende como causa política e social, ontem todos perdemos um pedaço de nossa história.

Lamentável a situação antes do incêndio, que pode ter ajudado muito a ocasionar a própria tragédia, eis que o descaso que o país vive a nível de governo, investimentos, em manter sua história, e fazer com que todos os filhos desse amado Brasil conheçam sua verdadeira história, é total.

Lastimável a perda de dezenas de milhares de obras e conhecimentos que todos os alunos a partir do jardim de infância deveriam ter acesso até o final de uma faculdade ou especialização.

Um conhecimento profundo, de fontes originárias e primárias se perdeu, mostrando que ainda corremos para todos os lados como baratas tontas, e não preservamos um dos maiores acervos científicos do mundo, um dos maiores e respeitados da América Latina.

Nos resta novamente revermos os conceitos, pois alguns partidos e poderes desta república fazem da mesma estratégia utilizada pelos nazistas quando dominaram o poder.

Sabe qual o primeiro ato dos nazistas quando dominaram o grande território alemão? Queimar todos os livros e obras de artes que pudesse influenciar um pensamento independente e criativo, e reescrevendo os livros e propiciando apenas os que os nazistas escreveram para a população.

Fica a dica para esta amarga reflexão. O futuro depende de cada um de nós e todos juntos, para que não se torne corriqueiro episódios como este, mormente porque já temos leis que investem na “cultura” da promiscuidade e, estamos a um passo de tornar isto o “conhecimento” e a “cultura” de todo um país.

Comments are closed.