Para entender melhor o apresentado aqui, sugiro que leia os artigos das semanas passadas, pois de certa forma este é uma continuação do assunto ( –https://dunapress.org/2018/08/20/economia-o-suicidio-economico-01/ – https://dunapress.org/2018/08/27/economia-o-suicidio-economico-02/ / – https://dunapress.org/2018/09/03/economia-o-suicidio-economico-03/).

Tenhamos em mente o seguinte: O dinheiro nunca dorme. Isto está sendo feito por todos do setor financeiro e bancário, 24 horas por dia. Um passa para o outro, ganham suas comissões cada qual e segue uma roda. Assim são os bancos e bolsas de valores em todos os cantos do mundo.

Como mais uma prova fática de tudo que viemos falando foi o aconteceu em 2007/ 2008, com mais ênfase na América, que foi uma pequena onda. O mar todo ainda está por vir, possivelmente um tsunami. Nesta data mencionada muitos bancos quebraram, inúmeras pessoas perderam tudo.

Para sair das consequências hoje, o sistema faz pouco, apenas fabrica dinheiro, faz e força as pessoas a realizar mais empréstimos, induzem outros países a fazerem mais empréstimos. Isto um dia terá um limite, pois não tem fundamento e lastro qualquer esta fabricação de dinheiro, mas tão somente papel e derivativos infinitos.

Crédito é dívida, pois os juros de um empréstimo podem ser maiores do que gera um capital ou investimento feito, ou seja, buscar crédito e endividar-se deveríamos ter mais cuidado com isso.

Eles vendem essas ideias e estão doutrinando em massa, em todos os meios acadêmicos e sociais, e, portanto, há sempre mais gente comprando essa ideia e esses produtos. Porém, uma pirâmide só se mantém e persiste até que tem sua base firme. Nós pessoas físicas, comuns somos a base dela e cabe a nós começarmos a desfazê-la.

A depressão econômica de 1929, perto da doutrinação e ciclos criados hoje, é brincadeira, onde mesmo num sistema menos globalizado como o que vivíamos na década de 30, muitas pessoas faliram, tiraram a própria vida, foram viver em favelas, passaram fome, sem ter o que dar para seus filhos comerem e por aí segue. Conquanto, estas são algumas das consequências possíveis e isto que ocorre hoje com o dinheiro está longe de ser uma evolução, pois estamos plantando e iremos colher a destruição como já aconteceu, mas de uma forma muito mais arrasadora, ao invés de EVOLUIR.

Outra grande dica é que precisamos ser independentes economicamente, individualmente falando. Fazendo dívida é suicídio econômico. Quando você não faz o máximo para ser um ser economicamente independente você não entendeu o recado e o que de fato está acontecendo.

Beber um dia após o outro num boteco é igualmente um suicídio econômico, por exemplo, pois é tempo perdido, enquanto deveríamos gastar esse tempo para aprendermos, investirmos em nós mesmos e buscarmos melhorar nosso entorno em todos os níveis.

Se as pessoas gastassem um mínimo de tempo para melhorar a si próprias nos tornaríamos independentes muito rapidamente e acabaríamos com mais este sistema dentre os tantos dominantes, os quais somos escravos, queira você acreditar ou não.

A revolução industrial nos ensinou muito. Muitos não queriam largar o campo para trabalhar nas fábricas, então o governo tomou as terras dos camponeses e obrigou-os a sair e migrar para as cidades. Muitos não quiseram trabalhar, ser empregado, aí o governo editou uma lei de que quem não estivesse trabalhando nas fábricas seria considerado ato de vadiagem e punível pela lei penal. Aí, foram obrigados a submeterem-se ao status de empregados.

Há 300 anos ninguém queria ser empregado, hoje, do contrário, todas as pessoas querem. A suposta evolução de Darwin (Darwinismo) mais uma vez não funcionou. Hoje são 7 bilhões brigando e disputando um emprego, pois fomos doutrinados nos últimos 3 séculos a querer isto, demonstrando a fragilidade que vivemos e a necessidade de compreendermos tudo isto.

Estamos brigando para sermos escravos, sem chance de sair disto, com reserva de mão de obra eterna, que serve de pressão para quem está empregado se mantenha na zona de conforto e com medo. Taxa de desemprego que existe em todos os países, também é estoque de mão de obra, e, se você for contra o sistema, sendo um empregado, tem mais 10 pessoas querendo seu lugar.

Portanto, tudo foi muito bem arquitetado, há mais de 300 anos, e o plano está em pleno andamento e funcionando bem para quem o criou.

Lembremos os ensinamentos do Mestre Jesus Cristo, que está vivo tanto quanto há 2 mil anos:

– Deem e será dado a vocês: uma boa medida, calcada, sacudida e transbordante será dada a vocês. Pois a medida que usarem também será usada para medir vocês”. Lucas 6:38

– O rico domina sobre o pobre; quem toma emprestado é escravo de quem empresta. Provérbios 22:7

 

Fontes das imagens: https://pleno.news/fe/confira-20-versiculos-biblicos-sobre-vida-financeira.html