Saindo da zona de conforto! – 04

Saindo da zona de conforto! – 04

Somos criados com uma falsa noção de que não temos controle e confiança para nada, que tudo segue um fluxo sem controle e que temos que ir empurrando com a barriga, pois as coisas são desse jeito mesmo.

Se você tentar o tempo todo ser igual aos outros, quem será igual a você? Se você continuar fazendo as mesmas coisas e pensando das mesmas formas, o que irá mudar?

Muitas vezes o problema vem de dentro. Incerteza, insegurança, falta de confiança e medo de fracassar sãos os padrões mais dominantes que se manifestam em nossas ações.

A melhor forma de superar é desenvolvendo seu poder pessoal e cercando-se de pessoas mais especiais que você puder encontrar.

Outras vezes é um problema social, das pessoas que estão à nossa volta.

Até agimos com um desejo e uma grande vontade, mas as opiniões, expectativas e reações das pessoas à nossa volta nos impedem de identificar, desenvolver e utilizar nossos talentos naturais e desenvolver nosso potencial.

Se isso acontecer com você, mude suas relações radicalmente, porque você está cercado de pessoas fracassadas. Pessoas bem-sucedidas não procuram criar fracasso à sua volta, porque elas sabem que, se fizerem isso, se tornarão vítimas da sua própria criação!

Por vezes este problema pode ser por causas culturais, ou seja, no meio que vivemos na escola, família e religião.

Se você notar e ter certeza dessa causa em sua vida, desvencilhe-se desta herança, eliminando-a da sua vida. Crie algo novo, defina um propósito para seu futuro longe dos laços do passado.

Essas três origens não possuem poder sobre nós, desde que assumamos o controle e responsabilidade em nossa vida.

Uma das nossas principais capacidades humanas é de poder dirigir nossas vidas e escolher novos rumos a quase todo momento, podendo assim influenciar nossos desejos, mudando todo nosso futuro.

Muitas vezes não podemos mudar nossa herança, genética ou cultural, mas podemos usar esta bagagem para melhorar o futuro de todos.

Assumir a responsabilidade, portanto, significa que você tem a capacidade necessária para subordinar eventos e circunstâncias que estejam fora de seu controle, sendo esse poder de subordinação a segunda maior fonte de autoconfiança que você pode desenvolver.

A leitura das escrituras sagradas nos proporcionam entender que o medo e a omissão em usar os talentos que cada um traz consigo deve ser observada, ou seja, devemos vencer o medo e agir de acordo com nossas capacidades, pois são um presente:

Mateus 25: 24 – Mas, chegando também o que recebera um talento, disse: Senhor, eu conhecia-te, que és um homem duro, que ceifas onde não semeaste e ajuntas onde não espalhaste;

Mateus 25: 25-30- E, atemorizado, escondi na terra o teu talento; aqui tens o que é teu. Respondendo, porém, o seu senhor, disse-lhe: Mau e negligente servo; sabias que ceifo onde não semeei e ajunto onde não espalhei? Devias então ter dado o meu dinheiro aos banqueiros e, quando eu viesse, receberia o meu com os juros. Tirai-lhe pois o talento, e dai-o ao que tem os dez talentos.Porque a qualquer que tiver será dado, e terá em abundância; mas ao que não tiver até o que tem ser-lhe-á tirado.Lançai, pois, o servo inútil nas trevas exteriores; ali haverá pranto e ranger de dentes.

Nossa desculpa é sempre a mesma, não posso fazer, não tenho tempo, tenho muito trabalho já e por aí em diante. Se faz isso está sendo egoísta com Deus. Se faz o oposto ama a Deus e teu irmão.

Além de várias outras coisas que serão necessárias a você fazer, inicie confiantemente TODO DIA FALANDO, numa espécie de oração:

– Creio em mim mesmo. Creio nos que trabalham comigo, no meu líder, nos meus amigos, minha família, e que Deus me dará tudo o que necessito de conhecimento para triunfar.

– Creio que sucesso é o resultado do esforço inteligente e coletivo, e não depende de sorte ou magia, mas sim de trabalho, cooperação e entusiasmo, boa vontade.

– Vou fazer hoje e sempre o melhor que estiver em meu alcance, independente de minha função ou ganho.

– Perdoo todos que me ofendem, pois eu também faço isso e sigo em frente sempre com boa vontade e me esforçando ao máximo para evoluir.

– A centelha divina quer ler um livro ou assistir o jogo de futebol? Ou você ou a centelha comanda, os dois juntos são divergentes. Sempre que fizer algo que exija um esforço de você, então está crescendo.

– Em vendas, quando quer ir pra casa, visita-se mais um cliente, fazer o que é desconfortável, o que cansa, todo santo dia, o tempo inteiro.

Isso tudo também é sair da zona de conforto.

Para ler os 3 artigos das semanas passadas sobre o mesmo assunto, acesso os links abaixo:
Artigo 1 – clique aqui.
Artigo 2 – clique aqui.
Artigo 3 – clique aqui.
Créditos de imagem: Unsplash. Fotografia de Emma Simpson.
Revisão e edição de Luiz Gustavo Chrispino.
Print Friendly, PDF & Email