Ainda que forças me faltem, bradarei e lutarei eternamente,
Ainda que fraco esteja, erguerei meu punho contra o Inimigo de minha PÁTRIA,
Ainda que me falte fôlego, gritarei eternamente, SOU BRASILEIRO E ME ORGULHO DISSO.
Ainda que em armas tenha de pegar, e contra falsos irmãos lutar, assim lutarei, até o último sopro de minha vida,

Mas, no momento em que meu País estiver livre da ameaça,
Na hora que vislumbrar tremular, altiva, a bandeira de minha Pátria,
No momento em que seus inimigos estiverem derrotados e expulsos,
Neste momento se as forças me faltarem
Se o meu fôlego sumir,
E o sopro de vida extiguir-se de meu peito,
Nesse momento e apenas nesse momento,
Poderei deitar meu corpo cansado, mas, glorificado com a vitória,
E poderei então partir para junto de meus ancestrais, sabendo que…
Lutei o bom combate, e venci as forças das Trevas.

Rio 30/09/2018
Dia de São Jerônimo – Dia da Bíblia – a Verdade nos Libertará

Luiz Gustavo Chrispino