A corrida foi sobre o icônico circuito de Suzuka, presente em jogos de simulação como Gran Turismo e Forza Motorsport. É um trajeto repleto de curvas fechadas e leves declives.

O grid de largada foi liderado pelo mais bem colocado nessa temporada, Lewis Hamilton seguido de Bottas e Verstappen.

Na primeira volta, a disputa foi acirrada entre Verstappen e Raikkonen, que trocaram toques. Mas quem venceu foi Raikkonen, que soube entrar em uma curva fechada. Diferente de Verstappen que acabou saindo da pista e ainda empurrou Kimi pra fora após voltar. Por sair do traçado, o piloto RBR foi penalizado com 5 segundos.

Uma volta a frente, Kevin Magnussen (Haas) teve seu pneu traseiro esquerdo furado por um toque de Leclerc, saiu do trajeto e abandonou logo em seguida.

Mais à frente, Verstappen encostou em Vettel com a lateral esquerda e o arremessou pra fora do trajeto. O alemão perdeu várias posições e teve trabalho para se recuperar.

Charles Leclerc (Sauber) abandonou após ter problemas mecânicos e pelo rádio, disse que algum componente quebrou no carro. Nico Hulkenberg (Renault) foi o último a deixar a competição.

Com uma vitória que se mostrava certa desde o início, Lewis Hamilton vence o GP do Japão, seguido de Bottas e Verstappen.

A próxima etapa será o GP dos Estados Unidos, dia 21 de outubro.