Hoje, dia 16 de Outubro, é celebrado o dia mundial da alimentação, data para conscientização, reflexão e compartilhamento de conhecimentos para combater a fome no planeta, bem como prover alimentação de qualidade a todas as pessoas.

Então, como dito, hoje é o dia da alimentação. Porém, devermos dar enfoque para os mais de 1 bilhão de pessoas que passam fome no mundo, pois estes vivem com menos de U$ 2,00 por dia.

O mundo, atualmente, produz mais alimento que consegue comer, porém ainda 1 bilhão de pessoas, e, não são 1.000 ou 10.000, mas sim, há 1 bilhão de famintos e miseráveis em todo o planeta.

Hoje produzimos mundialmente alimento para mais do que a população mundial precisa, ou seja, jogamos muita coisa fora, muitos têm muito mais do que precisam, porém quase nada fazemos para alterar esta situação.

Este dia deve ser EXTREMAMENTE REFLEXIVO, pra você que joga comida fora, compra comidas caras desnecessariamente, come fora todos os dias, pois é rico ou tem muito dinheiro e condições, ao invés de fazer uma refeição de R$ 20,00 ou R$ 30,00, faz uma de R$ 200,00 ou mais, enquanto na sua cidade e comunidade muitos nem pão tem para comer, quanto menos os mesmos R$ 20,00 para pagar uma refeição.

Deveríamos abrir os olhos em cada esquina, pois em todas as cidades de médio e grande porte temos milhares de pessoas passando fome, mas o confortável é não fazer nada e continuar enchendo o estômago, pois o ego cuida somente de si mesmo.

Temos que sair desta zona de conforto, sendo dividindo o que temos, ajudando os outros a conseguir alimentos, doando alimentos quando necessários, fazendo uma horta para muitos utilizarem. Não há desculpas, há meios para sair de mais esta zona de conforto e compartilhar e ajudar o próximo.

Omitir-se é coisa do ego. Fazer algo é coisa de Deus. O mestre Cristo disse claramente em Tg, 2 – 14/16:

– De que adianta, meus caros irmãos, alguém proclamar sua fé, se não tem obras? Acaso essa fé pode salvá-lo? 15Se um irmão ou uma irmã estiverem necessitados de roupa e passando privação do alimento de cada dia, 16e qualquer dentre vós lhes disser: “Ide em paz, aquecei-vos e comei até satisfazer-vos”, porém sem lhe dar alguma ajuda concreta, de que adianta isso?

É urgente que busquemos por meio da Educação e Ensino, capacitar as crianças e jovens, desde muito novos, a cultivar e produzir alimento, bem como ajudar os outros a conseguirem o mínimo possível de comida.

Pequenos ensinamentos e atitudes podem ajudar a mudar esta realidade.

Faça sua parte. Eduque crianças e jovens a buscarem a subsistência de todos os modos e a ajudarem os outros no mesmo sentido, eis que, conforme dito, há muitas formas de iniciar a solução para este problema da fome, e em consequência prover alimentação de qualidade para todas as pessoas.

Seja por meio de cooperativas comunitárias, trabalho voluntário, doações de espaços e insumos para plantações, capacitação e cursos por profissionais capacitados, evitar e trabalhar o desperdício de alimentos nas indústrias, supermercados, etc. BASTA COLOCAR EM PRÁTICA!

A Noruega dá atenção máxima para este tema. Em seu território esta situação de fome é quase inexistente, demonstrando a eficácia de uma sociedade no tocante a miséria e alimentação. De outro norte, a própria Noruega ajuda financeiramente e por meio de projetos a alimentação de qualidade em outras partes do mundo, com ênfase na área da agricultura sustentável, silvicultura e pesca.

Destaca-se pequeno trecho de reportagem da Noruega, cujo link segue abaixo:

“A agricultura também tem um bom bem-estar animal, saúde animal e fitossanitário. Ao fornecer conhecimento e informações sobre a conexão entre dieta, nutrição e saúde, torna-se mais fácil para as pessoas tomarem escolhas alimentares saudáveis. O governo permitirá aumentar a produção de alimentos na Noruega, enfatizando as oportunidades de aumentar a criação de valor e levando em consideração o clima e o meio ambiente”.

 Outros links para leitura:

– Na Noruega – clique aqui.

– No site da FAO – clique aqui.

 

Fonte da imagem: http://yogui.co/fantastico-projeto-de-combate-fome-na-india-alimenta-mais-de-1-milhao-de-pessoas/

Comments are closed.