RECEBEI COM MANSIDÃO A PALAVRA QUE EM VÓS FOI IMPLANTADA, E QUE É CAPAZ DE SALVAR-VOS” – (TG 1,21).

Realmente, a palavra de Deus tem a possibilidade de transformar o nosso dia a dia em uma história de libertação das trevas do mal pessoal e social, mas, espera a nossa adesão pessoal e consciente, mesmo que imperfeita e frágil.

Os nossos sentimentos e os nossos pensamentos se tornarão cada vez mais semelhantes aos do próprio Jesus; a fé e a esperança no Amor de Deus serão reforçados; ao mesmo tempo os nossos olhos e os nossos braços se abrirão às necessidades dos irmãos.

Em 1992, Chiara Lubich dava esta sugestão:

Em Jesus via-se uma profunda unidade entre o amor que Ele tinha pelo Pai celeste, e o amor para com os homens, seus irmãos. Havia uma profunda coerência entre as suas palavras e a sua vida. Isso fascinava e atraía a todos. É assim que também nós devemos ser. Devemos acolher as palavras de Jesus com a simplicidade das crianças e colocá-las em prática com toda a sua pureza e luminosidade, com a sua força e o seu radicalismo, para sermos discípulos tais como Ele deseja, isto é, discípulos iguais ao mestre: “outros Jesus” espalhados no meio do mundo. Existirá para nós uma aventura maior e mais atraente?

Se reclamar de algo é porque tem apego, e se tem apego terá sofrimento. Há pessoas que tem uma casa mas querem uma maior ainda, e, depois quer uma maior ainda e melhor, tudo por carência e apego. Compra um carro mas quer um melhor, ai quer um maior e melhor logo depois de comprar e nunca está satisfeito. Resmungou e reclamou que não tem e não consegue cria sofrimento e não conseguirá muita coisa.

Os homens mais ricos do mundo estão tentando apenas ser o primeiro no ranking dos mais ricos. O segundo quer ser o primeiro, o terceiro quer ser o segundo e assim sucessivamente. É somente competição e status e poder. O objetivo não é fazer o bem para os outros, mas para si (ego).

Para conseguirmos o ideal não pode haver cérebro reptiliano agindo, a competição pelo primeiro lugar, mas sim a cooperação, o equilíbrio de Nash, matemático nobel de economia, todos pelo melhor resultado para todos, pois esta foi a teoria que Nash encontrou matematicamente e, consequentemente, premiado por isto.

Não evoluir ou buscar a estabilidade é reverter a evolução, é involuir, regredir, pois temos que evoluir e buscar isto exponencialmente e diuturnamente. Não é possível puxar o freio ou estagnar, a única forma de melhorarmos este planeta é buscarmos a evolução de todos, ajudar a todos, cooperação de todos com todos, deixar o ego e cérebro reptiliano de lado e deixar a Centelha Divina de cada um controlar.

Um dos focos principais é o conhecimento e a evolução. Um pelo outro, ambos juntos. Cada Centelha é diferente da outra, mas todas sabem o que fazer e só farão o bem, basta nos rendermos.

Nós humanos, todos nós, só queremos ser proprietários e buscamos poder. É o Darwinismo de humanos que vão para Marte e viram marcianos após algumas gerações, e os que ficam aqui os veem como marcianos/outro povo, e a guerra continua, só por falta de conhecimento, poder e ego.

News Bohr muito bem já disse que a física materialista atual só estuda fenômenos, não estuda a metafísica. A realidade última ou a mente de Deus, como disse Einstein, a física normal ainda não conseguiu desvendar totalmente ou mesmo sabe muito pouco, ou seja, tem que expandir muito o conhecimento e, principalmente, o entendimento do que já foi descoberto e do que precisamos buscar.

Assim temos que buscar conhecimentos além da física, no caso na própria metafísica, pois as universidades hoje ensinam 99% somente física materialista. O além disso é um tanto quanto abstrato, difícil de entender e aceitar, porém é possível. Por isso buscar mais e mais é imprescindível para chegarmos a iluminação individual e conhecer as verdades e vontades do Todo e da Centelha Divina.

Como já dito, há variáveis no processo. Para expandir a mente e sua capacidade de entendimento da realidade e das leis do Universo só com amor incondicional, que é a energia mais poderosa do universo. O amor serve para aumentar sua frequência, elevar seu espírito para conseguir mais conhecimento e poder entender tudo o que precisamos e é possível.

Por exemplo, um crocodilo que é um grande predador tendo acesso a conhecimentos ilimitados de física, do Universo, de manipulação de massas, etc. Ele não chegará a tanto, pois precisa evoluir e abandonar o cérebro reptiliano e elevar a frequência do amor, pois só o amor poderá lhe fazer transcender os obstáculos que hoje você vê e sente.

Não é porque tem pessoas bilionárias no mundo que elas não tem amor. Porém, há ditadores que também tem dinheiro e sem amor fazem guerras, dominam muitas partes do mundo e milhões de pessoas, tudo por competição e ego.

A teoria do caos deve ser levada em conta por todos. O Universo é um sobe e desce. Portanto, quanto estamos na parte superior da teoria do caos achamos que não tem mais volta e que tudo será sempre pleno e aí entramos na zona de conforto. Porém, logo vira o jogo e entramos na parte baixa do desce da teoria do caos.

Esta teoria existe e serve para ajustar todo o funcionamento do universo de forma periódica. Para nós é desconfortável, porém necessária. O cisne negro. Foi criada pelo Todo. E, se a pessoa está deixando a Centelha Divina atuar, a teoria ajudará ainda mais o crescimento e evolução da pessoa, portanto, ela ordena e não bagunça, é uma força benevolente e de puro amor criada pelo Todo para que tudo vá para o seu devido lugar em certos lapsos.

Só terá caos se estiver alinhado com o ego, como a maioria dos 7 bilhões de habitantes da Terra estão.

As economias, as religiões, as instituições só pregam o medo, propositalmente. Tudo hoje é guiado pelas teorias do medo e do consentimento. O ser humano de hoje tem medo de tudo, tem medo do movimento e nosso ego/mente quer sufocar nossa Centelha e nossas capacidades. O ser humano é explorador devido ao egoísmo, vaidade, medo e pobreza existencial.

O ego quer controlar e governar tudo. E quando temos medo de tudo nos tornamos escravos, dos outros e de nós mesmos e é por isso que não somos felizes hoje, estamos no piloto automático. Pensemos!

 

Como todo conhecimento, de nada adianta apenas entender o que está escrito. Não seja egoísta, é preciso AÇÃO, ou seja, DIVULGAR E COLOCAR EM PRÁTICA. SUCESSO!

 

Para entender mais sobre o assunto, leia os artigos anteriores:

– A Centelha Divina e o ego – clique aqui.
– Em busca da unificação – clique aqui.
– Encontre e trabalhe para a Centelha – clique aqui.
Fonte da imagem: https://opoderdoser.com/2014/01/o-poder-do-ser-quem-somos-nesse-artigo.html