Não há saída dos sistemas que estão vigentes hoje. Porém, há meios de começarmos a sair de forma coletiva.

Precisamos começar a montar escolas do nosso jeito, com princípios e valores familiares e ao menos Cristãos ou benevolentes, contrário a todo o sistema educacional vigente.

Estão nos atacando diuturnamente, então temos que montar a defesa de forma coletiva e conjunta. Não é interesse somente de ricos ou pobres, ou de uma cor ou outra, é interesse de todos nós humanos, tanto a nível de país, como de mundo.

Você não verá nada sobre isso em TV, talvez rádio, ou mesmo revistas e mídias outras que recebem verbas públicas, etc. Você conseguirá conhecer por meio de pesquisa e também por meio de informações tais como estas.

Portanto, conheça a história, conheça as teorias por trás da manipulação em massa que está em pleno funcionamento. Abramos os olhos!

A cultura brasileira literária está sendo destruída há pelo menos 40 anos, consecutivos, e nós não fazemos nada para reverter isto, e cada plano criado pelos que propositalmente fazem isso, vem melhorando e funcionando cada vez mais, para o mal e “idiotização” de todos. Um dia não será possível repensar, por isso já passamos da hora de Acordar e Agir.

Ter diploma no currículo não quer dizer nada, não passa o conhecimento automaticamente, não torna a pessoa culta ou especializada. Apenas estamos formando no Brasil idiotas funcionais, principalmente nas faculdades, mas também nas escolas, infelizmente.

A literatura infantil de hoje é fictícia, não trazem conhecimentos e nem informações para as crianças evoluírem e utilizarem em sua vida. Não podemos perder tempo com babaquices. Toda leitura pode ter ficção, mas não tão somente isso, mundos imaginários, etc., pois deve ter conhecimento, seja em qualquer área, matemática, física, filosofia, psicologia, história, geografia, biologia, ética, correto?

Estamos formando covardes, pessoas despreparadas para os desafios e medos da vida, pois tudo está quase baseado no medo e em experiências que vão causar ansiedade e medo, seja em tudo novo que fará na vida, ou cada desafio que surgir.

A atmosfera da educação domiciliar oferece um cenário natural em que os pais podem oferecer um método individualizado de instrução que abrange interesses, habilidades e estilo único de aprendizagem da criança.

Os pais podem contribuir para que seus filhos se tornem bem-dispostos para com a aprendizagem através da inclusão de atividades lúdicas e criativas, ao incorporá-las em suas vidas acadêmicas. Um dia no zoológico pode ser uma aula de ciências, uma aula prática na cozinha pode ensinar os alunos sobre frações, e, fazer caminhadas ou jogar futebol pode contar como educação física.

Os alunos podem obter uma vantagem em seguir os seus sonhos tendo mais tempo para paixões, como a dança, viajar, competir em esportes, ou tempo para leitura. Muitas famílias que implementam a educação doméstica são também membros de grupos do movimento de ensino doméstico ou cooperativas que fornecem socialização, apoio e recursos para a comunidade nacional e internacional de homeschooling (Educação Domiciliar).

Portanto, o Homeschooling (Educação Domiciliar) é tão bem-sucedido, porque o aprendizado ocorre melhor dentro do contexto de relacionamentos significativos. Bons pais são os primeiros e podem ser os melhores professores.

Enfim, repetimos, tanto os pais, como tutores, professores contratados, podem ser os professores nesta modalidade, pois a flexibilidade é benéfica neste caso, podendo optar sempre pelo melhor.

 

Leia mais sobre o tema:

– Homeschooling – Uma quebra de Paradigma – clique aqui.

– Uma análise política – clique aqui.

– Homeschooling – Uma Excelente Alternativa – clique aqui.

– Série Homeschooling – clique aqui.

 

Fonte da imagem: https://www.gazetadopovo.com.br/educacao/minhas-filhas-nao-vao-a-escola—mas-isso-nao-significa-que-elas-nao-socializem-a34gbfk6888j82qwicemdxsp8/

Facebook Comments

Comments are closed.