O mundo atual, ressalta-se, pelo poder de hoje, nos ensina apenas a sermos cegos. Ou, ao menos, enxergar somente o que está bom para alguns, bem como que fiquemos viciados em inúmeras coisas, esqueçamos do primordial e não façamos nada para mudar tudo isto.

Porquê? Porque eles precisam para a sociedade somente de pessoas cegas e submissas, que creiam apenas no que os “líderes” e políticos fazem ou “querem” fazer de “bom”.

Somos bons escravos para o sistema e subsistemas que existem hoje, porque somos dependentes emocionalmente destes líderes “salvadores”. Isso cria a obediência na maioria esmagadora da população do país e mundial.

Aceitamos todos os tipos de absurdos, e, vemos, nitidamente, que os que se sentem inferiores querem ser políticos e “líderes” (pois são falsos líderes, trabalham por si e para seu ego\status. Há exceções na política também).

Estamos sendo condicionados a sermos cegos desde o berçário, pois assim tudo “funciona melhor”.

Todo o sistema educacional a nível de mundo é um emaranhado de engenharias do consentimento, da submissão, mesmo que de forma velada, pois incentivam o mínimo possível sairmos do nosso quadrado, da zona de conforto, do materialismo (em termos de objeto e dinheiro).

Em verdade vos digo, é uma conspiração contra a naturalidade e o fluxo universal e de cada centelha divina de cada indivíduo, basta querer enxergar, pois são raros os casos de pessoas com super ideias, super criações, etc.

Um dos pontos básicos é o fato de não ensinarmos e não aprendermos quase nada de nossa sociedade e ensino sobre meditação, espiritualidade, fatos transcendentes, de outros lados. O próprio ato de meditar é tentar enxergar a si mesmo, ao entorno e os outros por outros meios e formas. Porém, pouquíssimos sabem de tudo isto.

Estamos em trevas, tempos de escuridão, e, onde há escuridão, também é óbvio que há a falta de luz, algo que ilumine e nos tire desta escuridão. Isto começa em cada um de nós, individualmente, de dentro para fora, pois de fato, a mudança inicia de dentro para o externo.

De outro norte, as pessoas são apegadas a todas as coisas, objetos, pessoas, status, entre outros tantos itens. NÃO SABEM E, NÃO SABEMOS SOLTAR. É PRECISO SOLTAR, DESAPEGAR, SENTIR E SEGUIR O FLUXO.

Todo apego gera infelicidade e sofrimento. Todo soltar gera felicidade, fluxo e prosperidade. Basta pagar o preço que cada um deve.

Cada um tem um objetivo diferente aqui, mas todos, repito, TODOS, temos o dever de evoluir e ajudar os outros, eis que esta é uma das receitas básicas para mudarmos e melhorarmos tudo para todos, e, não apenas para si, para seu próprio ego.

Fonte das imagens:

  • http://domtotal.com/noticia/709353/2014/01/somos-escravos-felizes/