O Centro de Pesquisa da Opinião Pública Russo (VTsIOM) realizou uma enquete e veio a saber que 64% dos russos responderam “sim” à pergunta se é necessário manter a União Soviética como uma federação de repúblicas igualitária em que vão garantir-se os direitos e liberdades do homem de qualquer nacionalidade.

A mesma pergunta foi colocada no referendo de 17 de março de 1991 em que a maioria dos cidadãos também deu uma resposta positiva. No entanto, a vontade do povo não foi posta em prática e a União Soviética colapsou em seis meses. 

Quando perguntados sobre o principal culpado desse roteiro, os respondentes apontam para aquele que foi presidente naquela época, Mikhail Gorbachev (27%), mas 17% culpam as autoridades em geral. No entanto, só 2% apontam para o fator exterior, em particular, os EUA e Ocidente. No entanto, esta pergunta provocou dificuldade entre 40% que não deram resposta nenhuma.

Rússia “não quer União Soviética de volta, mas ninguém acredita”, diz Putin

“Os nossos parceiros ocidentais não estão a trabalhar no interesse da Ucrânia, eles estão a trabalhar para evitar a recriação da União Soviética”

A Rússia não está a tentar trazer a União Soviética de volta, mas o problema é que “ninguém quer acreditar nisso”, disse o Presidente russo, Vladimir Putin, num documentário emitido no domingo.Desde o início da crise na Ucrânia, com o antigo Presidente Viktor Yanukovych apoiado por Moscovo e derrubado por manifestantes pró-europeus, que a Rússia acusa o ocidente de usar “a política de contenção”, numa reminiscência do período da Guerra Fria.

De acordo com o ex-presidente da Romênia, Traian Basescu, a invasão da Rússia à Geórgia em 2008 e a incorporação da península ucraniana da Crimeia ao território russo são exemplos de que a possibilidade de reconstituição da URSS (União das Repúblicas Socialistas Soviéticas) já é uma “realidade política”.

“A ideia de restaurar a URSS é uma realidade política. E não digo para ofender a Rússia”, disse Basescu com cautela, já que seu país tem na Rússia como segundo maior parceiro econômico depois da UE (União Europeia).

Para o ex presidente romeno, a guerra da Geórgia de 2008. 

Agora vai a minha opinião, acho muito difícil da URSS voltar no papel, mais uma aliança politica, econômica e militar entre Rússia e China é bem provável, e formariam uma força muita mais poderosa do que a antiga União Soviética, mais o decorrer da historia da humanidade nos diz que tudo é possível, vamos aguardar e esperar que isso não aconteça.

Fontes:

Sputnik News

DN

Créditos de imagem: Um pombo está em uma estátua do falecido ditador soviético Josef Stalin no armazenamento de uma fundição, em 15 de abril de 2013 em Tirana. Getty Imagens. Fotografia de Gent Shkullaku.

Print Friendly, PDF & Email

Facebook Comments

Comments are closed.