Chamada na Índia de “fruto dos deuses”, o jamelão ou jambolão tem sido foco de estudos e pesquisas. O uso medicinal das frutas e das plantas está em constante evolução e as áreas de Frutoterapia e Fitoterapia estão cada vez mais em alta. A Ciência Alimentar (Ciências da Nutrição), por outro lado, realiza investigações sobre se além da cura, os alimentos (e quais os alimentos) poderiam promover rejuvenescimento e maior longevidade.  

O jamelão (eugenia jambolona), como é mais conhecido no Brasil, é uma fruta nativa da Índia onde devido as tradições locais a fruta já é utilizada há séculos para fins medicinais em tratamentos de diabetes, disenteria, constipação intestinal e até hemorróidas. Para cada caso, aplica-se uma determinada parte da árvore da fruta ou da fruta que pode ser o próprio fruto, a casca, a folha, a raiz, o tronco ou mesmo a semente transformada em pó.

As mais rasas análises comprovam que jamelão é rico em fósforo, vitamina C, taninos e flavonoides; e de acordo com a Fitoterapia é anti-inflamatório, anti-oxidante, hipoglicemiante, anti-hipertensivo, anti-séptico e diurético sendo apropriado tanto para uso interno quanto externo.

No entanto, a melhor notícia é que recentes pesquisas científicas em várias partes do mundo incluindo o Brasil (UniCamp) indicaram que o pigmento roxo da eugenia jambolana poderia destruir células cancerosas, e, portanto, seria fundamental no combate ao câncer.

Caminhando por São Lourenço, MG, é possível encontrar as preciosas “azeitonas pretas”, várias delas caídas ao chão, uma prova de que a cura para o câncer talvez esteja muito mais perto do que se pode imaginar…

Saiba mais em:

UniCamp

Florida State Horticultural Society

International Research Journal of Pharmacy

Ou busque pesquisas sobre: medicinal uses and pharmacology of eugenia jambolana e Ayuverdic Medicine traditional uses of Jambul Fruit (eugenia jambolana).

Fotos por Clarissa Xavier Machado.