Universidade fundada por monarca português completa mais um ano

Universidade fundada por monarca português completa mais um ano

Ontem, 1 de março, a Universidade de Coimbra, em Portugal, completou mais um ano de existência. São 729 anos de vida acadêmica produtiva e muitos êxitos, tudo graças ao Rei Dom Dinis I.

Dom Dinis I, Rei de Portugal e Algarve, conhecido como o Rei-poeta, foi um grande autor de Cantigas trovadorescas e um produtivo tradutor. Ele realizou a tradução de várias obras para o galego-português, dentre elas os tratados de seu avô, Afonso X, o Sábio. A sua Corte é considerada, até hoje, um dos maiores “centros literários” da Península Ibérica, um dos motivos pelos quais ele recebeu o epíteto de Dom Dinis, o Pai-da-Pátria. Dentre suas principais obras estão: 137 cantigas distribuídas por todos os gêneros do trovadorismo (73 cantigas de amor, 51 cantigas de Amigo e 10 cantigas de escárnio e maldizer), músicas originais para 7 dessas cantigas e o Pergaminho Sharrer.

Dom Dinis foi o responsável pela instituição da língua galego-portuguesa como a língua oficial do Reino de Portugal, e em 1290 ele fundou o Estudo Geral Português, com a assinatura do documento “Scientiae thesaurus mirabilis” onde se estudava Artes, Gramática, Direito e Jurisprudência, Teologia, Lógica e Medicina.

Foi ele também justamente o monarca que criou a primeira universidade de Portugal – a Universidade de Coimbra – logo, a mais antiga do país e uma das mais antigas do mundo. A universidade começou, inicialmente, no Palácio Real e em 1537 foi transferida para Coimbra. A Universidade de Coimbra é Patrimônio Mundial da UNESCO desde 2013.

Dom Dinis I sempre será o mais fiel retrato da Universidade de Coimbra que, logicamente, também deve muito ao povo português que soube preservar com tanto carinho este fantástico patrimônio da humanidade.

Parabéns a Universidade de Coimbra! E que venham muitos anos mais.

Crédito da imagem: PT Jornal

Print Friendly, PDF & Email