O perdão oferece a possibilidade de conseguir liberdade e alívio.

Perdoa as nossas dívidas, assim como perdoamos aos nossos devedores.  Mateus 6:12

Quando perdoamos e somos perdoados, nossas vidas sempre se transformam.

As doces promessas do perdão são mantidas.

E começamos uma nova relação conosco e com o mundo. 
Vamos fazer um exercício: Pare alguns minutos e preste atenção nas emoções que a sugestão de perdoar alguém desperta em você. Permita agora que venha à sua mente uma pessoa que você acha que te fez sofrer.

O que você acha de perdoar essa pessoa? 
O que significa para você perdoá-la?
O que você teria que fazer para perdoá-la? 
O que é o Perdão?
Perdão é para você e não para o autor da afronta. 
Perdão é recuperar seu poder. 
Perdão é assumir a responsabilidade por como você se sente.
Perdão pode melhorar sua saúde física e mental.
Perdão é uma escolha.
Perdoar não significa que você deva mudar o seu comportamento.
Se eu perdoo um amigo de quem estou afastada, não preciso voltar a ligar para ele a não ser que eu realmente queira. 
Para perdoar não é preciso que você comunique verbalmente que a pessoa está perdoada.
Talvez as pessoas com quem você esteja mais zangado sejam aquelas que você não pode contatar. 
Perdoar só precisa de uma mudança na percepção, outra maneira de ver as pessoas e as circunstâncias que nos causam dor e sofrimento. 
Perdoar é uma decisão de ver além dos limites da nossa personalidade, é ver além dos medos, neuroses e erros.

Perdoar é um modo de vida que vai nos transformando aos poucos de vítimas indefesas em poderosos e criadores da nossa realidade.

Assim também fará meu Pai celestial a vocês se cada um de vocês não perdoar de coração a seu irmão. Mateus 18:35.

Uma semana abençoada a todos

Bibliografia

Bíblia. (2005). Bíblia Thompson. Frank Charles Thompson, Edição Contemporânea, João Ferreira De Almeida (p. 1750). São Paulo: Editora Vida.