O grid de largada foi liderado por Valtteri Bottas, seguido de Lewis Hamilton e Vettel. Charles Leclerc largou na P9.

A corrida no Circuito Urbano de Baku, foi tensa. Esse percurso tem semelhanças ao circuito de Mônaco, ao possuir trechos de pista estreita e curvas fechadas.

Não houveram problemas durante a primeira volta.

Mais à frente, houve uma disputa pela P4 entre Sérgio Perez e Verstappen, mas quem se manteve foi Perez. Essa batalha ocorreu ao mesmo tempo que Lance Stroll assumiu a P9 de Danii Kvyat, Charles Leclerc tomou a P7 de Carlos Sainz e Kvyat foi ultrapassado novamente por Daniel Ricciardo.

Na volta 10/51, Leclerc aproveitou o vácuo de Verstappen, o ultrapassou e assumiu a P4 facilmente. Sete voltas à frente, Carlos Sainz fez o mesmo com Romain Grosjean.

Em 25/51, Grosjean e Ricciardo batalhavam pela P11, mas quem perdeu foi Romain, que ao fazer a curva à frente, entrou por engano no escape da pista, e Ricciardo assumiu a posição. Grosjean irritado “fritou” os pneus ao girar 180° e voltou para a disputa.

Algumas voltas depois, Ricciardo estava com intenção de ultrapassar Kvyat, mas cometeu o mesmo erro de Grosjean: fechou Dani Kvyat pela direita e entrou na pista de escape. Ambos os pilotos ficaram parados durante um tempo e sem mais nem menos Ricciardo deu marcha à ré e atingiu o carro de Kvyat. Daniel Ricciardo abandonou e Danii Kvyat foi em direção aos boxes.

Pierre Gastly abandonou por conta de problemas mecânicos, após apresentar uma excelente performance durante a corrida, ao largar na última posição e ter conquistado a P5 na volta 36/51. Grosjean foi o último piloto a abandonar o GP.

Após uma vitória esperada, Valtteri Bottas vence o GP do Azerbaijão, seguido de Lewis Hamilton e Vettel. Leclerc fez a volta mais rápida da prova e terminou na P5, atrás de Verstappen.

A próxima etapa será o GP da Espanha, no dia 12 de maio.