O maior fundo de pensões do mundo é apresentado no Brasil por Rune Bjåstad

O valor do fundo atingiu US$ 1 trilhão

O Cônsul, chargé d’affaires, Rune Bjåstad, realizou uma apresentação sobre o Fundo Soberano da Noruega, na sede da Secretaria de Estado de Governo do Estado do Espírito Santo, com a participação do Governador, Renato Casagrande, de Secretários de Estado, Servidores e Empresários.

Quer saber um pouco sobre o Fundo Soberano/Oljefondet?
O fundo foi criado em 1990, durante a recessão mais profunda da Noruega no período pós-guerra. Na época, havia dúvidas se o fundo conseguiria crescer muito em valor. O governo amargou déficits orçamentários nos anos seguintes. A primeira transferência de capital (US$ 233 milhões) para o fundo foi feita em 1996, e refletia um superávit fiscal líquido. A partir daí, o fundo começou a crescer rapidamente. Hoje, o valor do fundo atingiu US$ 1 trilhão. A maior parte do fundo é investida em ações, que são participações em empresas. A segunda parte é investida em títulos de renda fixa, que são empréstimos para estados e empresas. A última pequena parte é investida em imóveis, nas cidades mais centrais do mundo que continuarão a desempenhar um papel fundamental na economia mundial. 

O patrimônio acumulado nas últimas décadas garante que as futuras gerações também se beneficiem das receitas do petróleo. A riqueza do petróleo norueguês não pertence apenas aos que vivem hoje. Procuramos ser bons administradores, como o agricultor que cuida do solo para depois passá-lo adiante para as gerações seguintes, de forma que elas também possam usufruir dele. No caso da Noruega, passamos nossa riqueza de recursos naturais para os nossos descendentes na forma de ativos financeiros.

Quando se trata de pensar no futuro, a Noruega deve estar preparada agora para uma época em que a indústria do petróleo não mais se expandirá, mas diminuirá gradualmente. Nós precisaremos de inovação e de crescimento em setores da economia, a fim de preenchermos essa lacuna. Sempre soubemos que as atividades de petróleo e gás acabariam por extinguir-se mais cedo ou mais tarde. O petróleo e o gás são recursos finitos. Uma política climática global mais rigorosa ou uma guinada nas tecnologias sustentáveis podem significar que isso ocorrerá mais cedo do que o previsto anteriormente.

E não podemos esquecer: o verdadeiro teste de como um país produtor de petróleo gerenciou sua fortuna virá quando o boom da indústria do petróleo terminar. Recursos de petróleo e gás não duram para sempre. Portanto, deve-se enfatizar o desenvolvimento do capital humano como a principal fonte de prosperidade e de riqueza no longo prazo.

Assista a esse vídeo, em inglês, para saber mais:


http://bit.ly/Fundo-Soberano

Fonte: Consulado da Noruega no Brasil

Foto de: Oljefonndet / nbmi.no