O coração é órgão importante do corpo, cuja função principal é bombear o sangue para nutrir as células do organismo.

Porquanto a vida de toda a carne é o seu sangue; por isso tenho dito aos filhos de Israel: Não comereis o sangue de nenhuma carne, porque a vida de toda a carne é o seu sangue; qualquer que o comer será extirpado

Levítico 17:14

O coração recebe destaque nas Escrituras, sendo mencionado cerca de mil vezes, de uma ou outra maneira. As palavras hebraicas (lev, leváv) e a grega (kardía) para “coração” são usadas pelos escritores bíblicos tanto de modo literal como figurativo.
Todas essas funções, capacidades, emoções e qualidades são atribuídas, não ao coração como órgão literal, mas ao coração figurativo, representando a inteira personalidade interior.
O povo da atualidade geralmente considera que o cérebro é o centro diretor da atividade humana. A Bíblia, no entanto, refere-se ao coração como esse centro.

O homem bom, do bom tesouro do seu coração tira o bem, e o homem mau, do mau tesouro do seu coração tira o mal, porque da abundância do seu coração fala a boca.

Lucas 6:45

Biblicamente, o coração pode ser considerado como algo que abarca a totalidade do nosso intelecto, emoção e volição .
Em vista disso, uma vez que, todos os pensamentos, desejos, palavras e ações do homem fluem do fundo do seu ser, conclui-se então que, a partir do momento em que Deus assume o controle do seu coração, que é a fonte de tudo o que ele faz, todo o circuito de sua ação passa a estar sob a influência divina.

Porque do interior do coração dos homens saem os maus pensamentos, os adultérios, as fornicações, os homicídios,
Os furtos, a avareza, as maldades, o engano, a dissolução, a inveja, a blasfêmia, a soberba, a loucura.
Todos estes males procedem de dentro e contaminam o homem.

Mateus 7:20-23

Os psicólogos classificam as faculdades da alma como: mente, coração e vontade. Eles fazem da mente a base do entendimento; o coração a base da afeição e a vontade a base da escolha e da decisão. Mas a Bíblia fala do coração realizando todas estas funções. O homem pensa com o coração, entende com o coração, ama com o coração, escolhe com o coração e torna decisões com o coração. A Bíblia faz do coração quase um sinônimo da natureza humana, moralmente falando.
Para mudar o coração para melhor, não é necessária apenas uma cirurgia de ponte safena. Temos que fazer um transplante de coração, se quisermos que uma mudança real tome lugar em nossa vida.

Referências: Bíblia. (2005). Bíblia Thompson. Frank Charles Thompson, Edição Contemporânea, João Ferreira De Almeida (p. 1750). São Paulo: Editora Vida.