Não consigo entender como uma mulher poder ser “assassina” de um ser que é seu, que possue suas características genéticas e principalmente totalmente indefeso.

Você pode ate argumentar que o corpo é seu, então as regras são suas, correto! Mas convenhamos, aprenda a dizer não, e a dominar seus instintos, isso é o que nos diferencia dos animais, o livre arbítrio, a livre escolha, ou será que você não consegue fazer isso?

Agora se você … 
Não tem domínio de suas escolhas?
Não domina seu corpo?
Não consegui se privar de se relacionar com alguem que não te valoriza?
Com alguém que não assume um filho?
Não consegui dizer quando não tem preservativo?
Então, evidentemente… Não sabe o significado deste clichê que tanto usa “meu corpo minhas regras”.

Admita se você não possui domínio por seus instintos, que estão ligados diretamente as reações do seu corpo, então o seu corpo não é seu!

Vamos a um raciocínio lógico, você não consegue interferir no funcionamento dos seus órgãos vitais, eles trabalham e executam suas funções sem a sua interferência, então pare de se alimentar de falácias.

Assuma, o problema está em você, e não adianta transferência de culpa para um ser que não teve escolha, não participou do ato que o gerou, não pediu para ser formado, mas tem o direito de nascer!

Alias ninguém pede para nascer … Nem você, correto! 
Então não tire de uma vida a oportunidade de ver o sol brilhar a cada manhã.

Mas se na trajetória da sua vida, você não foi amada , foi abandonada no momento que mais precisava de apoio, não copie esta atitude, não descarte da sua vida alguém que só deseja ser amado. Não retribua o mal com o mal.

Na história da humanidade as mulheres lutaram contra a intolerância e a desvalorização, mas acredito que o ideal nunca foi transformar mulheres em assassinas.

Sim assassinas pois aborto é só um nome bonitinho para descrever assassinato!

Mais do que tudo mulher, valorize-se!

Lute pela vida . Lute contra o aborto .

Facebook Comments

Comments are closed.