O ex-presidente peruano em conexão com um dos maiores escândalos de corrupção na América Latina foi preso nos Estados Unidos na terça-feira, de acordo com funcionários peruanos e americanos.

Alejandro Toledo, que foi presidente do país no início dos anos 2000, é procurado no Peru sob acusações de receber cerca de US$ 20 milhões como parte de um escândalo de suborno que engoliu a região e colocou muitos dos ex-presidentes do país na prisão.

As acusações estão relacionadas à Odebrecht, uma empresa da construção civil brasileira que admitiu em 2016 o pagamento de US$ 800 milhões em propinas para garantir grandes contratos de infraestrutura em toda a região . O escândalo foi particularmente explosivo no Peru: um presidente renunciou em conseqüência, enquanto um outro ex-presidente cometeu suicídio neste ano, quando a polícia estava chegando para prendê-lo por acusações de corrupção.

O Serviço United States Marshals dos Estados Unidos prendeu Toledo que compareceu perante um juiz federal no norte da Califórnia, segundo um comunicado do Departamento de Justiça. As autoridades americanas disseram que estavam agindo em um pedido de extradição peruano.

Crédito de foto Ernesto Benavides : Agência France-Presse – Getty Images

Comments are closed.