fbpx
Esportes

F1 | Vitória de Verstappen e outros destaques do GP na Alemanha

Compartilhar

Essa etapa foi desafiadora para todos os pilotos: pista molhada, por conta da chuva que caiu antes da prova e velocidade reduzida. No entanto, foi uma disputa acirrada e surpreendente. O grid de largada foi liderado por Lewis Hamilton, seguido de Max Verstappen e Valtteri Bottas.

Após a largada, os pilotos perceberam com clareza como seria ruim ficar para trás: a fumaça de água gerada pelos pneus dos carros à frente engolia a pista e dificultava a visão.

Na segunda volta, Sérgio Perez rodou, saiu da pista e bateu na mureta. O piloto Racing-point marcou o primeiro de muitos abandonos que aconteceriam nessa corrida.

Mais à frente houve uma batalha pela P6 entre Kevin Magnussen, Kimi Raikkonen e Sebastian Vettel. Raikkonen ultrapassou Vettel por fora e em seguida conquistou a posição de Magnussen ao fazer uma ultrapassagem pela direita.

Carlos Sainz rodou e saiu do trajeto em 19/64 durante a curva 16, mas retornou para a prova em seguida. Um pouco antes, Daniel Ricciardo abandonava por conta de problemas mecânicos.

Durante a volta 26, Vertappen saiu de traseira, girou mas aproveitou a força da física e conseguiu seguir em frente. Pelo rádio, o piloto RBR reclamou por estar com pneus macios, pois perderam os sulcos de aderência rapidamente.

Uma volta mais tarde, Lando Norris abandonou ao identificar perda de potência do motor.

No final da volta 29, Charles Leclerc ao fazer a penúltima curva, saiu da pista, travou o freio e bateu na mureta. O piloto Ferrari atolou e furioso, se retirou. Logo em seguida, Lewis Hamilton deu o mesmo azar: escorregou, bateu na mureta e perdeu sua asa frontal. Hamilton foi direto para os boxes e sofreu +5 segundos como penalidade por entrar no pit-lane por fora da pista.

Ao faltar apenas uma curva para completar a volta 41, Nico Hulkenberg escorregou, saiu do traçado e pisou no freio, o que ocausionou em uma batida que o levou a abandonar. A equipe Renault não concluiu o GP.

Alexander Albon se encontrava na terceira posição na volta 46, mas de uma forma tensa, foi ultrapassado por 5 pilotos em menos de 40 segundos: Hamilton e Sainz o fizeram cair para P5, em seguida vieram Gastly e Raikkonen que o jogaram para a P7; por último, Vettel conquistou a P7 e Albon ficou na P8.

Valtteri Bottas perdeu o controle na última curva da volta 57. Em alta velocidade, saiu de traseira e bateu forte na mureta. Após quebrar o eixo dianteiro e a asa frontal de seu carro, Bottas se retirou.

Há apenas 2 voltas para o término da corrida, Vettel aproveitou o vácuo de Lance Stroll e assumiu a P3. Em seguida, Pierre Gastly, ao tentar sair do vácuo e tentar ultrapassar Albon, perdeu sua asa frontal e seguiu reto antes da curva 6, por conta da roda dianteira esquerda travar. O piloto RBR abandonou.

Daniil Kvyat perdeu a P2 para Sebastian Vettel ao faltar apenas 1 volta para a bandeira quadriculada. O piloto alemão o ultrapassou por fora durante a curva 6.

Apesar de girar e ter tido um problema com pit-stop lento, Max Verstappen vence o úmido GP da Alemanha, seguido de Vettel e Daniil Kvyat, que conquistou o pódio para a equipe da Toro Rosso, que não conquistava desde 2008. Alexander Albon também trouxe um excelente resultado para a Toro Rosso, ao terminar na P6 após iniciar na P17.

A próxima etapa será o GP da Hungria, dia 4 de agosto.

Print Friendly, PDF & Email

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Translate »