Noruegueses escolhem comer menos carne vermelha para ajudar na questão climática.

Cerca de um em cada quatro noruegueses dizem que preferem comer menos carne como medida climática, e  de acordo com dados da empresa de análise Nielsen, mais de 600 toneladas de carne vermelha foram vendidas a menos este ano em relação ao ano passado, o que representa uma diminuição de 4,1%. Os números referem-se a vendas nas empresas de supermercados Norgesgruppen, Coop, Rema 1000 e Bunnpris.

Apesar do declínio, “ainda gostamos muito de carne”, é o que apurou Annechen Bahr Bugge, do Instituto de Pesquisa do Consumidor SIFO. Ela aponta que o declínio só se aplica à carne vermelha e que a carne em geral aumentou nos últimos cinco anos.

– 78% dizem que a carne é algo que lhes agrada. Uma quantidade menor de pessoas declara o mesmo sobre peixes e frutos do mar, diz ela ao jornal Dagsavisen .

A diretora de Comunicações e Relações Comunitárias da rede de supermercados Rema 1000, Mette Fossum, disse à NRK que eles estão vendendo cada vez mais alternativas vegetarianas.

Até agora, neste ano, vimos um bom aumento nas vendas de produtos vegetarianos. Por exemplo, os substitutos de carne fresca cresceram quase 30% em comparação com o mesmo período do ano passado.

Fossum não vê isso como uma tendência de curto prazo e diz que eles continuarão a aumentar o leque de boas alternativas vegetarianas a preços acessíveis.

A pesquisa sobre o tema redução da carne vermelha como medida para ajudar nas questões climáticas na Noruega foi conduzida pela Kantar para a Green Point Norway para descobrir quais medidas climáticas os noruegueses estão implementando. A pesquisa contou com 1252 entrevistados em territórios nacionais representativos.

Fonte: NRK .

NOTA: Redução do consumo de carne vermelha é um assunto que está relacionado às metas atuais para a saúde do planeta. A principal base é um estudo divulgado no Journal NATURE. O tema também foi assunto no jornal The Guardian. Para mais detalhes acesse o PDF de um dos estudos científicos na área: Reducing food’s environmental impacts through producers and consumers


Facebook Comments

Comments are closed.