O universo inteiro é eletromagnético e tudo é informação e onda.
Quando você faz uma faculdade ou um curso, você está apenas assimilando ondas de imagem e de informações.

Nossos relacionamentos pessoais de hoje são baseados na incerteza, pois o crescimento das pessoas varia muito. Um cresce de forma diferente do outro, se um deles está em um paradigma diferente do outro ou se já ultrapassou certos paradigmas. Não é fácil alterar paradigmas e todos estão presos a eles, como é o caso de entender que o universo é material, enquanto em verdade é energia e onda, sendo este mundo “material” um paradigma ainda não superado pelo ser humano.
A mecânica quântica é resultado. É ciência e lei universal também. Ela sempre dá resultado. Busquemos os positivos, portanto.
Um sentimento e uma emoção se transforma tudo no resultado bioquímico. Vira neurotransmissores, que da forma correta são uma receita de saúde e bem-estar, juntando dopamina, serotonina, endorfina, etc.

Muitos relacionamentos não dão certos porque a química básica não está sendo feita pelos pensamentos e corpos dos envolvidos como, por exemplo, um casal.
Na primeira vez que você vê uma pessoa e conversa com ele em segundos sua mente e sua energia lhe dizem, mesmo que inconscientemente se a pessoa é interessante para você ou não.
Em torno de 15 minutos de conversa você perceberá se vale a pena investir e continuar o relacionamento.
Para a receita química dar certo e permanecer sempre nos bons neurotransmissores levará alguns meses ou até anos.
Por vezes as pessoas após 30 ou 40 anos de casamento se separam, pois talvez só depois de todo esse tempo é que a química surge ou um sai do campo químico energético do outro, ou como dito no início, um não acompanha o outro.
Isto tudo é fruto de inúmeras pesquisas psicológicas, biológicas, químicas, entre outras áreas.
Bioquímica também é matemática. Quando utilizamos arquétipos nos relacionamentos, sempre haverá consequências, pois os arquétipos são projetos do universo, são símbolos feitos pelo universo com um propósito e para nos auxiliar em nossa vida criando substâncias boas e melhorando nossa vida e dos nossos próximos.
Relacionamentos também envolvem consumidores e empresas e, aí, são utilizados muitos arquétipos e por isso muitos produtos são vendidos somente por possuírem uma marca atraente ao consumidor, muito bem pensada e que valem bilhões apenas a logomarca.
Somos muito sugestionáveis, por pessoas, tv, rádio, logomarcas, etc. O resultado é quase automático.
Pessoas que se relacionam bem e se esforçam para criar uma ligação além de proveito, carnal ou por obrigação, produzem mais e são mais bem sucedidas juntas.
É preciso muito diálogo para manter os relacionamentos saudáveis e em crescimento. Só prazeres momentâneos, sejam corporais ou festas entre amigos, bebedeiras, falar de futebol e coisas banais não lhe gerará um vínculo e fundamento que mantenha o relacionamento.
Homens tem mais dificuldade, biologicamente, de entender isto, então ambos os seres, dos dois sexos, precisam entender as limitações e capacidades de cada um. Todos podem evoluir. Este tema deveria ser ensinado pelos pais em casa, desde as crianças de 2 (dois) anos de idade, bem como nas escolas, pois tudo na vida depende de relacionamentos, seja casais, emprego, trabalho, estudos, etc.
O segundo degrau de Maslow muito nos ensina, pois é o degrau dos relacionamentos.
Estamos 98% da população, literalmente, presos neste segundo degrau e só passa ao terceiro se passar e resolver o segundo, salvo raríssimas exceções. Meia dúzia está no terceiro que é o poder e assim seguimos, sem evoluir e sem buscar conhecimento, que é infinito. Busque entender mais e pesquise sobre os degraus da pirâmide. Para suplantar um destes degraus, também, é possível através do soltar, ou seja, deixando que se resolva, ou mesmo não forçando a resolução, mas sim deixando acontecer, não se apegando a isto, mas sim se esforçando para que tudo melhore, estudando, trabalhando, ajudando o próximo sempre. Assim, se acontecer, aconteceu, se surgir o relacionamento surgiu, se não apareceu não esquente, solte e deixe fluir os próximos passos ou degraus.
Relacionamentos é um tema de uma receita de bolo de química. Começa e termina num piscar de olhos, se você quiser. É preciso dedicação para dar certo e sempre continuar crescendo e prosperar nesta área.

Crédito das imagens:

Programando o Pensamento

Frequência Certa

Comments are closed.