Hoje, dia doze de novembro, temos alguns fatos históricos importantes: Nascia, em 1746, na então vila de Pombal, hoje Tiradentes, o futuro Alferes Joaquim José da Silva Xavier – o Tiradentes. O apregoado protomártir da Inconfidência Mineira, pena que a alguns anos atrás um pesquisador pois por terra a versão do enforcamento dele, mostrando indícios de sua presença em uma Loja Maçônica na Europa.

No ano de 1818 Bernardo O’Higgins com o apoio de José de San Martin proclamava a Independência do Chile. Era mais um dos episódios dos Libertadores da América. O próximo episódio será no dia 23/11, no Peru, quem sabe o Flamengo Liberta o futebol das Américas do domínio Argentino e se torna Bicampeão do torneio.

Em 1826 era elevada a categoria de Vila, a atual cidade de Valença, no Vale do Paraíba do Sul. Mas, o fato mais marcante, e que eu adoraria rever, ocorreu na madrugada de 11 para 12 de novembro de 1823.

Nesta data o Imperador D. Pedro I DISSOLVE A ASSEMBLEIA CONSTITUINTE, prende e deporta os deputados que estavam tentando montar uma CONSTITUIÇÃO, onde, SOMENTE ELES TERIAM PODER e D. Pedro I seria um mero espectador.

Na chamada NOITE DA AGONIA, de 11 para 12 de novembro, entre discursos e ânimos exaltados, os debates foram bruscamente interrompidos pela entrada do brigadeiro José Manuel de Morais, portador de um decreto assinado por D. Pedro I que dizia: “Havendo eu convocado como tinha direito de convocar a Assembleia Geral no ano próximo passado (…) Hei por bem, como imperador e defensor perpétuo do Brasil, dissolver a mesma Assembleia e convocar uma outra (…) a qual deverá trabalhar sobre o projeto de Constituição que eu hei de em breve apresentar, que será duplicadamente mais liberal do que a extinta assembleia acaba de fazer”. O Imperador determina que os soldados invadissem a Assembleia Constituinte e prender os políticos oportunistas que estavam montando uma constituição moldada aos interesses deles.

D. Pedro I então, entrega a um grupo de Notáveis juristas de sua confiança, que montassem a primeira Constituição do Brasil que foi a mais DEMOCRÁTICA E DURADOURA CONSTITUIÇÃO BRASILEIRA.

Hoje, vemos a Câmara Federal se tornar uma casa de desmando, onde os interesses escusos de meia dúzia de partidos e seus deputados querem impor à duzentos e dez milhões de brasileiros suas vontades e não a vontade popular, sendo o episódio da Lei de Desarmamento, as Dez Medidas contra Corrupção e uma série de casos de desmandos de políticos que acreditam ser os donos do poder e não meros representantes da população brasileira, fatos geradores dessa visão deturpada que muitos políticos possuem, e aqui vale uma ressalva: Políticos, tanto da dita Esquerda quanto da dita Direita e do de fato Centrão.

Ao rever este fato histórico de nosso Brasil, só me cabe um desabafo: Queria tanto ver esse fato histórico se repetir… é do que o Brasil mais anda precisado, com esse arremedo de Congresso que temos.

Rio, 12 de novembro de 2019

Luiz Gustavo Chrispino

Facebook Comments

Comments are closed.