Buscando um significado mais abrangente sobre Bandeira retiramos da Wikipedia o seguinte verbete:

“A bandeira é definida classicamente como sendo o símbolo visual representativo de um estado soberano, país,  estado,  município, intendência, província, bairro, organização, sociedade, clã, coroa ou reino, ou seja, toda e qualquer entidade constituída, quer seja uma nação e seu povo, ou mesmo uma família tradicional, desde que reconhecida por outras entidades ou tradição.

Por dispostos legais de cada país, deve ser sempre hasteada em um mastro, com altura e dimensões estabelecidas em leis, estatutos sociais, convenções ou simplesmente num projeto pré-definido. Representando também a soberania nacional ou mesmo o ato de divulgar algo em prol de um todo. Apesar de não aparecer sob conceitos de alguns. Não, não é só um pedaço de pano simples, em seu conteúdo é representada toda a história de um povo, suas convicções, lutas e esperanças. Usada tanto em períodos de paz como de guerra, é um dos símbolos universais mais abrangentes.”

Hoje dia 19 de novembro, é comemorado o Dia da Bandeira Nacional, e a muito tempo sempre vejo um conflito de ideais e de visões que muito me deixa triste. Como se tivéssemos duas visões sobre um único objeto. Sim, falo das muitas visões e leituras que faço sobre determinadas postagens que observo sobre a Bandeira Nacional.

Por ser defensor da Forma de governo monárquico, junto com o Sistema de governo parlamentarista sob uma Constituição forte e precisa em prol do país e do povo e de um sistema de estado Federalista, milito e navego em muitos grupos monarquistas, assim como em grupos republicanos, pois, ainda vivemos num país republicano, gostando ou não, esta e a realidade de nosso Brasil. Mas, Brasil é Brasil, seja ele Monárquico ou Republicano, o Brasil é neutro nesses aspectos, para ele não importa se é uma república ou uma monarquia, ele continua a ser Brasil e quem vive nele continua a ser brasileiro.

O fato de ser monarquista ou republicano é uma escolha pessoal de cada um, eu tenho as duas bandeiras, e me orgulho de todas as duas. Pois, a Bandeira antes de mais nada representa algo MUITO MAIOR que uma briga política sobre formas de governos. Não seria uma bandeira que mudaria o Status de um país, mas, sim os seres humanos que vivem nesse país.

Vejo muitas pessoas execrando, a Bandeira Nacional, aquela formada pelo Retângulo Verde, centrado nele o Losângulo Amarelo, centrado nele a Esfera Celeste azul com as estrelas representando seus estados e Distrito Federal e o leva Ordem e Progresso.

Historicamente, para quem é monarquista, tal lema leva-os ao conjunto completo do lema Positivista, organismo criado a partir das ideias de Augusto Comte, que foi um dos braços destronadores de D.Pedro II e da Monarquia no Brasil, trazendo a tona a República. D. Pedro II, poderia ter rebatido e fechado o ideário republicano que surgia em 1873 na cidade de Itu, mas, assim como os jornais, extremamente críticos da época da Monarquia, bem parecidos com a mídia atual que solapa o governo Bolsonaro, criticando-o, em tudo que faz, até nas boas coisas, D. Pedro II preferiu nada fazer contra o movimento Republicano que surgia em 1873, por entender que numa monarquia real e forte, todos os vieses políticos podem existir, desde que voltados para o bem da Nação e do Povo.

Tomando por base esta visão, vejo muitas pessoas colocarem que não reconhecem a Bandeira Nacional como Brasileira. Mas, como assim? Vejo postarem que só reconhecem a Bandeira Histórica Imperial (esta é a nomenclatura correta para nossa querida Bandeira Imperial), o problema que vejo nestes casos é que se renega um símbolo que representa o PAÍS, não as idéias políticas de pessoas.

Reverenciar a Bandeira é reverenciar o Brasil, como citado acima, como simbolo visual de uma nação soberana. Não importa se gostamos ou não da República, falo isso direto para os monarquistas, mas, faço uma pergunta? Não gostam do Brasil?

Sei que o lema da Bandeira é, como já dito acima, Positivista, mas, qual nação que em sã consciência não deseja em seu território e para seu povo ORDEM E PROGRESSO? Espelhar na bandeira simbolicamente os estados com a conformidade que estão, mostra apenas que somente uma de nossas capitais estaduais está acima da linha do Equador.

No momento que a Bandeira Nacional tremula em algum evento, lugar, repartição pública, organismo militar, enfim, em algum lugar, ali está representado o Brasil, que é muito maior que um ideário de um grupo no país. Não reconhecer a Bandeira Nacional é como não reconhecer o Brasil, não o Brasil República, mas, o Brasil, Nação Independente, autônoma, soberana… nossa pátria.

Sei que muitos irão questionar minhas palavras, muitos vão retrucar o que escrevi, mas, não há importância, pois, acima de tudo, está o Brasil. Gostaria muito de ver tremular pelos mastros do país, a bandeira com o Verde dos Bragança e o Amarelo dos Habsburgo, centrada pelo Brasão Imperial, mas, vejo hoje tremular pelo Brasil a fora a bandeira com o Verde dos Bragança, o Amarelo dos Habsburgo e a Esfera Celeste, com o lema que mais desejaria para o Brasil, um país com ORDEM, ordem esta que muitos hoje tentam derrubar para impor seus nefastos desejos de poder, todos eles seguidores da Bandeira VERMELHA, oriunda do nefasto Comunismo, E PROGRESSO, onde as migalhas sociais criadas por esses mesmos adoradores da Bandeira Vermelha insistem e distribuir como se grandes vitórias sociais fossem, mas, que apenas representam a migalha que cai do prato farto que eles sempre comeram e que sempre deixaram cair para mitigar a fome de um povo, grandioso, mas, dominado pela pelo CAOS e pela POBREZA, que sempre foi as armas desta casta política nefasta que levou o país ao estado de pobreza e miséria que se encontra, pobreza e miséria, não só econômica como também Social.

Hoje, curvo-me a Bandeira Nacional, sem me importar se ela é republicana ou monarquista, ela é a Representação do meu amor maior, do MEU BRASIL.

VIVA NOSSA BANDEIRA NACIONAL, pois, ela sempre será VERDE DOS BRAGANÇA E AMARELA DOS HABSBURGO, doa em que doer.

O Brasão ou a Esfera Celeste? Mero detalhe temporal.

Facebook Comments