(Foto: reprodução site oficial Formula 1)

A prova aconteceu no circuito de Yas Marina e fechou a temporada 2019 da Fórmula 1. Lewis Hamilton largou na pole, em sua largada de número 250, seguido de Max Verstappen e Charles Leclerc. Valtteri Bottas largaria na P2, mas ao trazer um novo motor para a corrida, saiu em último.

Ao se apagarem as luzes pela última vez nesse ano, enquanto Hamilton já tomava distância dos outros pilotos, Leclerc colou em Verstappen em busca de ultrapassar o holandês.

Ao freiar durante a curva 1, Pierre Gasly travou a roda dianteira esquerda e recebeu um toque da roda dianteira direita de Lance Stroll e em seguida, da roda traseira direita de Sergio Perez. Com o contato duplo com os Racing Point, Gasly perdeu sua asa frontal e ao sofrer dificuldades em fazer curvas, foi pelo escape da pista após a curva 5. O francês Toro Rosso seguiu para os boxes em seguida. Ainda na primeira volta, Leclerc ultrapassou Verstappen na reta que antecede a curva 8.

Na volta 12/55, Bottas já se encontrava na P9. Ao abrir asa e fazer uma ultrapassagem por dentro em Perez, assumiu a P8 e já focava em deixar Nico Hulkenberg para trás.

Uma volta à frente, a Ferrari optou pela parada dupla. Charles Leclerc foi para os boxes e trocou os pneus em 2.6 segundos, um tempo razoável. Logo em seguida, Vettel parou e permaneceu estagnado por 3.9s, após um problema de fixação da roda dianteira esquerda e um atraso em soltar a embreagem. Claramente, não foi uma boa estratégia da Ferrari.

Mais à frente, Antonio Giovinazzi estava roda a roda com Robert Kubica e buscava uma ultrapassagem. Ao entrarem na curva 12, Giovinazzi foi por dentro e bateu no polonês. Com o toque, o piloto Williams quebrou sua asa lateral direita, mas manteve a posição.

Após a volta 25/55, foi a vez de Max Verstappen fazer seu pit-stop. A equipe RBR se tornou especialista em troca de pneus rápida e o holandês ficou parado por apenas 2.4s e saiu na P3, atrás de Charles Leclerc.

Sete voltas depois, Verstappen abriu asa, entrou no vácuo de Leclerc e ultrapassou o piloto Ferrari por dentro ao fazer a curva 8. Mas Leclerc não se dava por vencido e tentou recuperar a posição ao tentar ir por fora na curva 11, porém não obteve sucesso e viu o número 33 se distanciar cada vez mais. O curioso, era que Max reclamava com a equipe e dizia que tinha algo errado com o carro, que poderia ser um problema proveniente do pit-stop. Ao dar mais detalhes, afirmava que sentia como se o carro estivesse com alguma trava que o impedia de acelerar.

Na volta 39/55, Bottas estava na P5 e queria tomar a P4 de Alex Albon. Após a curva 7, o finlandês abriu a asa móvel e ao sair do vácuo do piloto RBR, o ultrapassou por dentro na curva 8 e assumiu mais uma posição. O tailandês fez uma tentativa de recuperar a posição após a curva 10. Mesmo de asa aberta, Albon não conseguiu se aproximar o suficiente e o finlandês se manteve à frente.

Em 46/55, Sergio Perez (que se mantinha na P9) ativou o DRS e sem dificuldades, passou Nico Hulkenberg antes mesmo da curva 8 e conquistou a oitava posição. O alemão tentou dar o troco ao abrir asa e ir por fora antes da curva 11, mas Perez não deixou espaço para o piloto Renault.

Ao faltar apenas uma volta para acabar a corrida, houve uma batalha acirrada entre Sebastian Vettel e Alex Albon pela P5: Vettel chegou a assumir a posição do tailandês na reta anterior à curva 8, mas Albon foi por dentro e “fechou a porta”. Em seguida, Vettel aproveitou sua vantagem em reta e após a curva 10, abriu asa e reconquistou a posição de vez. No mesmo instante, Lando Norris ultrapassava Sergio Perez e assumia a P7.

Na última volta, Perez estava determinado em reconquistar a sétima posição que foi tomada por Lando. Ao entrar por dentro durante a curva 12, deixou o piloto Mclaren para trás e assumiu a P7 de vez. Nesse interím, Carlos Sainz ultrapassava Daniel Ricciardo antes da curva 11 e assumia a P10.

De forma espetacular e simplesmente perfeita, Lewis Hamilton vence a última prova da temporada 2019 da Fórmula 1, seguido de Max Verstappen e Charles Leclerc. Hamilton terminou o ano da melhor forma possível: largou na pole, permaneceu na P1 durante todo o tempo, fez a volta mais rápida da pista e venceu pela 84º vez na carreira. O inglês bateu o recorde de menor tempo de volta no circuito de Yas Marina, com o tempo de 1.39.283.

(Foto: reprodução twitter oficial @MercedesAMGF1)

Essa foi a última corrida de Robert Kubica na Williams, ao anunciar sua saída da escuderia inglesa em Setembro. Nicholas Latifi, atual vice-campeão da Fórmula 2 e reserva da equipe, assumirá o lugar de Kubica para o ano que vem.

(Foto: reprodução twitter oficial @R_Kubica)

Outro piloto que se despede da categoria é Nico Hulkenberg, que será substituído por Esteban Ocon, que correu ano passado pela Force-India (antiga Racing Point). Nico não conseguiu um lugar para 2020 e corre um sério risco de não retornar à categoria. Após 179 corridas, é o único piloto da história a ficar mais tempo sem pisar no pódio, o que é quase inaceitável no ponto mais alto do automobilismo. Além desse fato desanimador, as equipes de Fórmula 1 focam em contratar pilotos jovens e que mostram bons resultados em pouco tempo.

Embora Nico ter finalizado o ano na 14ª posição no campeonato de pilotos, foi o mais votado como o piloto do dia nessa prova, pelos fãs do mundo inteiro.

(Foto: reprodução twitter oficial @F1)

Abaixo, os resultados finais, tanto do GP em Abu Dhabi como a classificação final dos construtores e pilotos.

(Foto: reprodução site oficial Formula 1)

Resultado final da corrida:

POSNºPILOTOCARROVOLTASTEMPO/RETIRADAPTS
144Lewis HamiltonMERCEDES551:34:05.71526
233Max VerstappenRED BULL RACING HONDA55+16.772s18
316Charles LeclercFERRARI55+43.435s15
477Valtteri BottasMERCEDES55+44.379s12
55Sebastian VettelFERRARI55+64.357s10
623Alexander AlbonRED BULL RACING HONDA55+69.205s8
711Sergio PerezRACING POINT BWT MERCEDES54+1 volta6
84Lando NorrisMCLAREN RENAULT54+1 volta4
926Daniil KvyatSCUDERIA TORO ROSSO HONDA54+1 volta2
1055Carlos SainzMCLAREN RENAULT54+1 volta1
113Daniel RicciardoRENAULT54+1 volta0
1227Nico HulkenbergRENAULT54+1 volta0
137Kimi RäikkönenALFA ROMEO RACING FERRARI54+1 volta0
1420Kevin MagnussenHAAS FERRARI54+1 volta0
158Romain GrosjeanHAAS FERRARI54+1 volta0
1699Antonio GiovinazziALFA ROMEO RACING FERRARI54+1 volta0
1763George RussellWILLIAMS MERCEDES54+1 volta0
1810Pierre GaslySCUDERIA TORO ROSSO HONDA53+2 voltas0
1988Robert KubicaWILLIAMS MERCEDES53+2 voltas0
NC18Lance StrollRACING POINT BWT MERCEDES45Não finalizou0

Resultado final do campeonato de construtores:

POSEQUIPEPTS
1MERCEDES739
2FERRARI504
3RED BULL RACING417
4MCLAREN145
5RENAULT91
6TORO ROSSO85
7RACING POINT73
8ALFA ROMEO RACING57
9HAAS28
10WILLIAMS1

Resultado final do campeonato de pilotos:

POSPILOTONACIONALIDADECARROPTS
1Lewis HamiltonINGLÊSMERCEDES413
2Valtteri BottasFINLANDÊSMERCEDES326
3Max VerstappenHOLANDÊSRED BULL RACING278
4Charles LeclercMONEGASCOFERRARI264
5Sebastian VettelALEMÃOFERRARI240
6Carlos SainzESPANHOLMCLAREN96
7Pierre GaslyFRANCÊSTORO ROSSO95
8Alex AlbonTHAILANDÊSRED BULL RACING92
9Daniel RicciardoAUSTRALIANORENAULT54
10Sergio PerezMEXICANORACING POINT52
11Lando NorrisINGLÊSMCLAREN49
12Kimi RaikkonenFINLANDÊSALFA ROMEO RACING43
13Daniil KvyatRUSSOTORO ROSSO37
14Nico HulkenbergALEMÃORENAULT37
15Lance StrollCANADENSERACING POINT21
16Kevin MagnussenDINAMARQUÊSHAAS20
17Antonio GiovinazziITALIANOALFA ROMEO RACIING14
18Romain GrosjeanFRANCÊSHAAS8
19Robert KubicaPOLONÊSWILLIAMS1
20George RussellINGLÊSWILLIAMS0

Facebook Comments