fbpx
News

Exportações da China mostram força em dezembro enquanto mundo aguarda assinatura de acordo com os EUA

Compartilhar

As exportações da China subiram pela primeira vez em cinco meses em dezembro e mais do que o esperado, sinalizando uma modesta recuperação na demanda no momento em que Pequim e Washington concordaram em aliviar sua guerra comercial.

As duas maiores economias do mundo deverão assinar a fase 1 do acordo comercial na quarta-feira, marcando um significativo alívio mas não o fim da disputa.

Após um ano difícil, as exportações da China terminaram 2019 em alta, subindo 7,6% em dezembro sobre o ano anterior, mostraram dados da alfândega nesta terça-feira. A expectativa em pesquisa da Reuters era de aumento de 3,2%, após queda de 1,3% em novembro.

As importações também superaram as expectativas, saltando 16,3% sobre o ano anterior, embora impulsionadas em parte pelos preços mais altos das commodities. A expectativa era de aumento de 9,6%, ante crescimento de 0,5% em novembro.

A China ainda registrou um superávit comercial de 46,79 bilhões de dólares em dezembro, contra expectativa de excedente de 48 bilhões e acima dos 37,93 bilhões de novembro.

No acumulado de 2019, as exportações mostraram-se resilientes às tensões comerciais, aumentando 0,5%, embora tenham ficado bem abaixo do ganho de quase 10% de 2018, refletindo as vendas mais fracas para os EUA.

As importações caíram 2,8% no ano passado, conforme o crescimento econômico da China desacelerou para mínimas em quase 30 anos, após aumentarem 15,8% em 2018.

Imagem: Pixabay

Fonte: REUTERS

Print Friendly, PDF & Email

Joabson João

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades sócio-políticas e econômicas da região.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Translate »