Guedes fecha Davos com sucesso e revela cartel brasileiro 6+6

Guedes fecha Davos com sucesso e revela cartel brasileiro 6+6

O Brasil terá um papel de liderança em como a próxima década se desenrola. Uma grande razão para isso são seus imensos recursos naturais – incluindo mais de 40% das florestas tropicais do mundo e 20% do suprimento de água doce do planeta. A Amazônia é frequente e erroneamente descrita como os “pulmões do mundo”. Mas os pulmões estão em colapso por motivos diferentes e isso não altera as responsabilidades nos resultados de incêndios e desmatamentos provocados pelo homem. Com mais de 210 milhões de cidadãos, o Brasil também possui um estoque impressionante de recursos humanos. Mas também é convulsionada pela desigualdade de tirar o fôlego e pela pobreza persistente. Para complicar, o Brasil está sofrendo ataques avassaladores daqueles que mantinham seus 210 milhões de habitantes sequestrados no engano.

6+6 = um cartel

Restaurando a liderança

Depois de anos de corrupção e estagnação, o Brasil está voltando a unir as agudas divisões sociais construída por governos anteriores. Jair Bolsonaro em 2018 revelou a extensão da insatisfação ao ser eleito com mais de 57 milhões de votos, onde a credibilidade no político do Brasil está demolida sendo considerados cínicos em um circo, após as investigações ainda em andamento do “Car Wash” revelando ao país e ao mundo roubos estratosféricos de fundos públicos liderados por políticos e empresários corruptos. Exaustos pelo escândalo e pela estagnação, os brasileiros votaram pela mudança.

O que acontecer a seguir no Brasil terá consequências geracionais de alcance global. As decisões adotadas pelo maior país da América Latina – seja em relação à proteção da Amazônia, redução da desigualdade ou fortalecimento da cooperação multilateral que ajudarão a determinar se este será um bom século para todos. O escopo dos desafios enfrentados pelos brasileiros pode parecer esmagador, mas com a nova visão e narrativa transformadora, a renovação da liderança política e uma melhoria tangível, fazem com que as pessoas se sintam confiantes.

Para enfrentar os grandes desafios da próxima década, o Brasil precisa restaurar e renovar seus líderes políticos de cima para baixo. Com liderança responsável e representativa oferecendo excelentes serviços públicos com alta qualidade e ética.

O Brasil é um país de infinitas possibilidades e começou a reescrever a sua história em 2019, primeiro reconhecendo seus problemas mais severos ​ aproveitando sua criatividade, capacidade científica e experiência. Isso significa sair das zonas de conforto, alimentados por uma visão empreendedora para reconstruir um novo futuro.

O brasileiro tem grandes inimigo

Print Friendly, PDF & Email