Esportes

Botafogo tem Caxias-RS e Justiça Trabalhista como adversários

Compartilhar

Chamou atenção a euforia do treinador do Botafogo, Alberto Valentim, após a vitória de 1 a 0 contra o Vasco, neste domingo (2), no Estádio Nilton Santos. “Comemoração de alegria, ganhar um clássico nos minutos finais”, justificou.Com o triunfo no clássico, o Glorioso ainda tem chances de chegar às semifinais da Taça Guanabara. Mas antes do próximo compromisso pelo Campeonato Carioca, contra o Fluminense no domingo (9), o Alvinegro vai ao Rio Grande do Sul jogar pela Copa do Brasil nesta quarta-feira (5). “A comissão técnica já começa hoje a pensar, a estudar e assistir ao Caxias, para que na terça-feira já passemos tudo para os jogadores. E foco total na Copa do Brasil”. Fora de campo, o Juiz da 4ª Vara do Trabalho do Rio de Janeiro, Bruno Manzini, considerou a criação do clube-empresa como uma tentativa de o clube alvinegro evitar o pagamento de dívidas trabalhistas ao envolver o Estádio Nilton Santos. Para o magistrado, os débitos trabalhistas podem ser quitados com a renda dos jogos no Engenhão e suspendeu as votações que aprovaram a cessão dos direitos do estádio.A decisão do juiz deriva de um processo do ex-jogador Reinaldo. O atleta defendeu o Botafogo em 2009 e cobra R$ 2 milhões da equipe carioca.

Foto: Fred Gomes

Fonte: Agência Brasil

Print Friendly, PDF & Email

Compartilhar

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo
Translate »