Coruripe 0 x 0 Juventude

No único duelo sem gols desta tarde, o Juventude segurou o empate diante do Coruripe para avançar na Copa do Brasil. No Gerson Amaral, André Carioca, Lázaro, Jonas, Ícaro criaram boas chances para o time da casa, mas esbarraram tanto na falta de pontaria quanto no goleiro Marcelo Carné. Do outro lado, Bruno Alves e Renato Cajá assustaram para os gaúchos, mas a bola insistiu em não entrar. 

Independente/PA 2 x 3 CRB

No Baenão, em Belém, o confronto decisivo entre paraenses e alagoanos começou em ritmo acelerado. Logo aos dois minutos, Wellington de falta abriu o placar para o Independente: 1 a 0. Mas a resposta visitante foi imediata. Três minutos depois, Rafael Longuine aproveitou uma sobra dentro da área para deixar tudo igual. O duelo seguiu movimentado, mas a rede só voltaria a balançar depois do intervalo. No primeiro lance da etapa complementar, Rafael Longuine fez o segundo dele na partida para colocar o CRB na frente: 2 a 1. Já na marca dos 13, Xandão soltou uma bomba para boa defesa de Evandro, mas no rebote Léo Gamalho não desperdiçou e aumentou a vantagem alagoana. Nos minutos finais, Wellington de pênalti diminuiu para o Independente: 3 a 2. Sem tempo para mais nada, o CRB carimbou a vaga para a próxima fase.

Barbalha 0 x 3 Operário/PR

Tentando fazer valer o mando de campo no Inaldão, o Barbalha foi para cima e teve boas chances de marcar com Caaporã e Cléber. Mas foram os visitantes que abriram o placar, na marca dos 20 minutos. Após cobrança de escanteio de Bustamante, Rafael Bonfim completou para o fundo das redes: 1 a 0 para o Operário. Com a vantagem, o Fantasma passou a controlar o ritmo da partida. Minutos antes do intervalo, a equipe da casa quase empatou o jogo com Diego Clemente, mas André Luiz salvou os paranaenses em cima da linha. Depois da conversa nos vestiários, o Operário voltou com tudo para o segundo tempo e ampliou o marcador logo aos três minutos. Em contra-ataque fatal, Jeffinho finalizou com categoria para fazer 2 a 0. Já aos 26, foi a vez de Bustamante deixar o dele e colocar o Fantasma na segunda fase: 3 a 0. 

Santo André 4 x 1 Criciúma

No duelo entre dois campeões da Copa do Brasil, o Santo André levou a melhor, goleou o Criciúma e carimbou a vaga rumo à segunda fase. Jogando em casa, o Ramalhão foi fatal nos primeiros minutos de jogo. Aos três, em ótima trama do ataque paulista, Dudu Vieira lançou para Ricardo Luz, que cruzou na medida para Douglas Baggio abrir o placar: 1 a 0. O segundo do Santo André veio aos 25 minutos. Em mais uma jogada bem trabalhada, Ronaldo recebeu ótimo cruzamento de Guilherme Garré e finalizou certeiro para fazer 2 a 0. No início da etapa complementar, assim como aconteceu no primeiro tempo, o time da casa foi para cima e ampliou a contagem, aos quatro minutos. Branquinho, depois de tabelar com Garré, acertou o ângulo da meta catarinense: 3 a 0. Na sequência, o camisa 7 do Ramalhão marcou mais um, aos 13, para aumentar a festa no Bruno José Daniel. O Criciúma ainda balançou as redes com Andrew, aos 41, dando números finais ao confronto: 4 a 1. 

XV de Piracicaba 1 x 0 Londrina

Querendo fazer valer o mando de campo para carimbar a classificação, o XV de Piracicaba se lançou ao ataque logo nos primeiros toques de bola. Aos seis, após contra-ataque veloz, Samuel Andrade soltou uma bomba que passou rente ao travessão. A resposta do Londrina também saiu de um contra-ataque, aos 18 minutos. Miullen ficou de frente para meta, mas viu Mota fazer a defesa para evitar o gol. Antes do intervalo, Jussani e Daniel Costa ainda criaram boas chances para o time da casa. Já no segundo tempo, a rede enfim balançou. Aos 11 minutos, depois de cobrança de escanteio, Samuel Andrade aproveitou a sobra para colocar o XV em vantagem: 1 a 0. O Londrina passou a ter um jogador mais em campo, aos 28, após expulsão de Robertinho, mas apesar da desvantagem numérica, a equipe paulista suportou a pressão do Tubarão e conquistou a classificação inédita. 

Santos/AP 1 x 1 América/MG 

O América-MG precisou de apenas uma chance para abrir o placar no Zerão. Aos 16 minutos do primeiro tempo, Rodolfo aproveitou uma sobra dentro da área e não desperdiçou a oportunidade: 1 a 0. Na sequência, o time da casa tentou responder com Luciano, enquanto Rodolfo quase marcou mais um para o Coelho. Na volta do intervalo, o Santos chegou ao empate na marca dos 35 minutos. Fabinho colocou a bola na área e Diego apareceu para estufar as redes: 1 a 1. Precisando de mais um gol para buscar a classificação, o time da casa tentou pressionar, mas o América se fechou bem e garantiu a vaga na próxima fase.

São Luiz/RS 0 x 0 América/RN

Em Ijuí (RS), o São Luiz pressionou o América em busca da vaga e teve boas chances para abrir o placar com Jean Carlo, Elias, Samuel e Itaqui, mas parou em noite inspirada do goleiro Ewerton. Do outro lado, a equipe potiguar soube se defender para segurar o 0 a 0 e sair de campo com a classificação na mão.

Vilhenense/RO 1 x 1 Boa-MG

Em Vilhena o time da casa ensaiou uma pressão inicial, mas viu o Boa largar na frente, na marca dos 29, quando Gindre aproveitou a primeira chance mineira para fazer 1 a 0. Na etapa complementar, o Vilhenense deixou tudo igual com Ariel, na marca dos 28 minutos: 1 a 1. O jogo seguiu sem mais bolas na rede e o resultado colocou os mineiros na segunda fase da Copa do Brasil 2020.

Bahia de Feira 3 x 1 Luverdense/MT

Na Arena Cajueiro, o Bahia de Feira largou na frente aos 13 minutos do primeiro tempo com Deon. Mas o time da casa queira mais. Na volta do intervalo, Menezes, aos 22, e Jarbas, aos 30, ampliaram a contagem: 3 a 0. Nos minutos finais da partida, Kauê diminuiu para o Luverdense, mas nada que estragasse a festa baiana. 3 a 1 e classificação garantida para a próxima fase.

River/PI 1 x 0 Bahia

No Albertão, em Teresina, o Bahia dominou as ações no primeiro tempo diante do River. Os visitantes criaram a primeira boa chance com Gilberto, que finalizou com perigo e quase balançou as redes. Depois, Clayson e Élber também chegaram perto de marcar. O Galo, que pouco ameaçou, teve a melhor oportunidade no chute de Valdo Bacabal, defendido por Douglas Friedrich. Com o apoio da torcida, o River voltou do intervalo mais atento e quase marcou aos seis minutos, quando Ronald cobrou falta direto para o gol, mas viu a bola desviar na barreira e passar muito perto da trave adversária. O Esquadrão de Aço logo voltou a controlar as ações e ficou perto de marcar com Clayson, parado no goleiro Mondragon, e com Gilberto, que finalizou para fora. No entanto, o Galo acabou levando a melhor aos 43 minutos. Jean Natal cobrou falta e a bola foi direto para a rede: 1 a 0, e classificação garantida para o time piauiense.

Caxias/RS 1 x 1 Botafogo

Jogando em casa, o Caxias pressionou o Botafogo no Estádio Centenário e criou ótimas chances no primeiro tempo. Logo aos quatro minutos, Vinícius Baiano arriscou de dentro da área e viu Gatito Fernández cair na direita para afastar o perigo. Apesar da blitz grená, o Alvinegro foi quem saiu na frente. Aos 12 minutos, Bruno Nazário cobrou falta da direita, Carli desviou de cabeça, e Pedro Raul completou para o fundo da rede: 1 a 0. Mas, logo depois, aos 17, Carlos Alberto recebeu na entrada da área, se livrou da marcação e acertou belo chute para empatar o jogo. O confronto seguiu equilibrado, com boas chances para os dois lados ainda no primeiro tempo. Na volta do intervalo, no entanto, o Caxias até teve mais volume de jogo, mas nenhum dos dois times conseguiu criar boas oportunidades para alterar o marcador. Com a vantagem do empate para o visitante no regulamento, o Botafogo garantiu a classificação para a segunda fase.

Palmas/TO 0 x 2 Paraná

Jogando no Estádio Nilton Santos, o Paraná viu o Palmas pressionar no primeiro tempo, levando perigo em boas finalizações de Marlon e Elenilson, que foram parados no goleiro Alisson. A resposta tricolor saiu aos 32 minutos, quando Thiago Alves aproveitou falha na defesa adversária e abriu o placar. Na volta do intervalo, o Palmas voltou a pressionar nos minutos iniciais, mas o Paraná ampliou aos 23, com mais um gol de Thiago Alves, e se classificou com a vitória por 2 a 0.

Aquidauanense/MS 0 x 1 ABC/RN

Outro visitante que também levou a melhor nesta noite foi o ABC, que enfrentou o Aquidauanense no Estádio Noroeste, em Aquidauana (MS), e venceu por 1 a 0. No primeiro tempo, os donos da casa dominaram as ações e criaram a melhor chance de gol, quando Beleu chutou de perna esquerda da entrada da área e obrigou Rafael a fazer boa defesa. Na etapa complementar, Keverson quase marcou para a equipe do Mato Grosso do Sul, mas Rafael afastou o perigo. O ABC conseguiu equilibrar as jogadas e, aos 33, Igor Goularte mandou uma bomba do meio da rua e acertou o ângulo do goleiro Diego para marcar o gol da classificação do Alvinegro.

Operário/MT 0 x 0 Santa Cruz

Na Arena Pantanal, em Cuiabá, o Santa Cruz garantiu a classificação ao empatar sem gols com o Operário de Várzea Grande. Após um primeiro tempo sem chances claras para os dois lados, os times voltaram um pouco melhor para a etapa final. Do lado do Santinha, Jeremias cruzou, Mayco Félix escorou de cabeça para Fabiano, que dominou dentro da área, mas acabou finalizando por cima. Já no Operário, João Guilherme quase marcou de falta, aos 31, e Uálisson Pikachu ficou cara a cara com o goleiro adversário, mas mandou para cima e desperdiçou a melhor chance do confronto.

Fast Clube 0 x 2 Goiás

Como em um jogo-treino, o Goiás foi a Manaus com muitos desfalques e, mesmo assim, buscou sem sustos a classificação diante do Fast-AM, na noite desta quarta-feira (5), na Arena da Amazônia. Os gols saíram apenas no segundo tempo, aos 7’ com Daniel Bessa e aos 42’ com Marcinho, após bela jogada iniciada pelo camisa 10 alviverde. Com a vitória por 2 a 0, em que só o empate já favorecia os goianos, o Verdão embolsa R$ 950 mil por avançar de fase e encara o Santo André, também em jogo único. Um empate diante dos paulista leva a decisão para os pênaltis.

Fonte: CBF

Print Friendly, PDF & Email

Facebook Comments

Comments are closed.