O triste incidente aconteceu na noite de quinta feira, 13 de fevereiro de 2020, a cena causou revolta e indignação entre os frequentadores da avenida mais badalada da cidade, a Beira Rio, no centro de Itajaí em Santa Catarina

Quando o policial se aproximou do seu tutor, um andarilho conhecido na região, o animal apenas latiu sem expressar reação de ataque, segundo relatos de populares que haviam no local, reação normal de todo cachorro que tem por instinto proteger seu tutor, mas anormal foi a reação do policial que não pensou duas vezes, atirando covardemente no animal.

Muitas pessoas testemunharam a cena, inclusive crianças, já que a Beira Rio é frequentada por famílias a para a pratica de esporte, lazer e recreação.

Inclusive presenciaram o policial saindo, na companhia de outros PMs, dando risadas e dizendo que “atirou mesmo” .

Após a manifestação, e revolta das dezenas de pessoas que testemunharam a cena, o policial se trancou na viatura, uma caminhonete Hyllux, chamou o reforço de sete viaturas da PM querendo, supostamente, intimidar as várias testemunhas e a quantidade de pessoas, que ao ouviram o tiro e avistaram o aglomero, iam se aproximando do local.

Um popular pegou o cachorrinho ferido, no colo e levou pra uma clínica veterinária. Até o presente momento nenhuma notícia do estado de saúde do animalzinho foi divulgada.

Até a data desta publicação, também não foi informado nas mídias e jornais locais, a identidade do policial ou qualquer declaração do comando da Polícia Militar de Santa Catarina, referente ao incidente.

A população aguarda respostas, pois incidentes como estes só servem para desqualificar o excelente trabalho que a Polícia Militar atua na comunidade.

Também trás a tona, como a pressão, o excesso da jornada de trabalho e salários baixos, podem afetar o psicológico destes profissionais.

Vídeo

Vídeo enviado por wpp

Fonte Diarinho

Fonte Imagem Destacada Pixabay

Print Friendly, PDF & Email
[], [], []

Facebook Comments

Comments are closed.