Lagarto/SE 1 x 0 Volta Redonda

Precisando da vitória de qualquer forma para seguir na Copa do Brasil, o Lagarto contou com o apoio da torcida para ir para cima do Volta Redonda. O time do Rio de Janeiro, no entanto, podia até empatar para ficar com a vaga. Após de um primeiro tempo morno, as equipes deixaram o jogo mais movimentado na etapa final.
Na volta da conversa nos vestiários, o Lagarto inaugurou o marcador no Estádio Albano Franco aos 15 minutos. O camisa 8 Jardson Sapé balançou as redes do Voltaço e colocou os donos da casa na frente no marcador: 1 a 0.
O Volta Redonda partiu com tudo em busca do empate, enquanto o Lagarto buscava se defender e explorar os contra-ataques. Apesar das chances para ambos os lados, o placar se manteve até o apito final. Vitória e classificação garantida para o time de Sergipe.

Boavista 0 x 2 Chapecoense

O primeiro tempo do confronto teve dois momentos distintos. No início da partida o equilíbrio se fez presente no Elcyr Resende, mas as chances pouco apareceram. A partir dos 25 minutos, a Chapecoense passou a comandar as ações. Após cobrança de falta dentro da área, Derlan aproveitou a sobra e finalizou para boa defesa de Klever, aos 27. Logo na sequência, Ari Moura foi quem assustou para os visitantes. O Boavista tentou responder com Jean, mas parou em Tiepo. Mas foi a Chape que seguiu pressionando. Aos 32, Ari Moura teve nova chance e mais uma vez Klever salvou o time da casa. Até que, aos 40, a pressão catarinense surtiu efeito com Aylon. Após tabelar com Renato, o camisa 18 bateu bonito para o fundo das redes: 1 a 0. Na etapa complementar, a Chapecoense manteve o controle do jogo e aproveitou para ampliar a contagem. Na marca dos 12 minutos, Foguinho puxou contra-ataque e finalizou certeiro para fazer 2 a 0. Precisando de três gols, o Boavista chegou com Jean e Renan Donizete, mas sem sucesso. Enquanto a Chape soube cadenciar o ritmo do confronto e carimbou a classificação.
Na segunda fase, a equipe catarinense vai o São José-RS, no próximo dia 27, em Porto Alegre.

Paysandu 1 (3) x (5) 1 CRB

Na Curuzu, o CRB teve as primeiras chances do jogo. Com três minutos de bola rolando, Luidy arriscou o chute, mas viu Gabriel Leite salvar o time da casa. Aos 11, Léo Gamalho finalizou com perigo e dessa vez Perema, em cima da linha, foi quem evitou o gol. A resposta do Papão demorou, mas chegou. Aos 33, Nicolas bateu rasteiro para boa defesa de Edson. Já na marca dos 42, a arbitragem assinalou pênalti para o CRB. Na cobrança, Léo Gamalho abriu o placar. Mas a vantagem alagoana durou pouco. Nos acréscimos, Caíque aproveitou uma sobra dentro da área e soltou o pé para deixar tudo igual. Na volta do intervalo, a partida perdeu em intensidade. Erik assustou para o Galo, enquanto o Paysandu chegou com Nicolas e Alex Maranhão. Sem mais bolas na redes, a partida se encaminhou para as penalidades.

Com a bola na marca da cal, Erik, Igor, Léo Gamalho, Carlos Jatobá e Rafael Longuine converteram todas as cobranças do CRB, que também contou com a estrela do goleiro Edson para ficar com a vaga.

Na terceira fase, o Galo vai encarar o vencedor de Boa Esporte x Cruzeiro. O duelo mineiro acontece no dia 4 de março, no Dilzon Melo, em Varginha.

Náutico 1 (3) x (4) 1 Botafogo 

No embalo da torcida, o Náutico se lançou ao ataque logo no início da partida. Com menos de dois minutos de bola rolando, Erick apareceu bem pela direita e cruzou na medida para Matheus Carvalho, que parou em bela defesa de Gatito. A resposta do Botafogo veio com Bruno Nazário, aos dez, e dessa vez Jefferson foi quem evitou o gol. Na sequência, os cariocas levaram perigo em cabeçada de Danilo Barcelos. O time da casa demorou para voltar ao ataque, mas quando voltou não deu chances para a defesa do Glorioso. Jean Carlos recebeu bom passe de Paiva e bateu rasteiro para abrir o placar, aos 42: 1 a 0. Dois minutos depois, o meia do Timbu quase ampliou a vantagem, mas Gatito novamente salvou o Alvinegro. Precisando de pelo menos um gol, o Botafogo voltou para a etapa complementar com maior domínio do jogo. E na marca dos 23, a pressão carioca surtiu efeito. Bruno Nazário aproveitou cruzamento de Luiz Fernando para deixar tudo igual nos Aflitos. Depois do empate, o Náutico equilibrou o duelo. Jorge Henrique e Erick tiveram grandes chances, mas não conseguiram estufar as redes. Com a igualdade no placar, o jogo se encaminhou para a disputa de pênaltis.

Nas penalidades, brilhou a estrela do goleiro alvinegro Gatito Fernández, que defendeu duas cobrança do Timbu. Enquanto Pedro Raul, Alex Santana, Bruno Nazário e Danilo Barcelos colocaram a bola no fundo do gol e ajudaram a classificar o Botafogo.

Na próxima fase, o Glorioso vai encarar o classificado de Paraná x Bahia de Feira, que se enfrentam no próximo dia 26, em Curitiba.

Oeste 1 (2) x (4) 1 Ceará

Na Arena Barueri foi o Ceará que começou dando as cartas. Logo aos sete minutos, o Vozão abriu o placar com Leandro Carvalho. O atacante recebeu pelo meio, invadiu a área e bateu cruzado para o fundo das redes. Mas as emoções do início do jogo pararam por aí. Apesar de controlar a posse de bola, a equipe cearense não conseguiu ampliar o marcador. Nos minutos finais da primeira etapa, o Oeste foi para cima. Aos 40, Bruno Paraíba aproveitou lançamento pela direita e finalizou para grande defesa de Fernando Prass. No lance seguinte, De Paula foi quem assustou para os donos da casa, mas dessa vez a trave salvou o Alvinegro. O meia do Rubrão teve nova chance dois minutos depois. Bruno Paraíba fez a roubada de bola e deixou o camisa 7 na boa para empatar a partida: 1 a 1. No segundo tempo, as histórias se inverteram e quem chegou primeiro foi o Oeste. Aos sete minutos, Matheus Oliveira arriscou a finalização e novamente Prass evitou o gol. A melhor oportunidade do Rubrão veio, aos 27, em cobrança de pênalti de Bruno Paraíba, que mais uma vez parou em Fernando Prass. Na parte final do confronto, o Ceará voltou a assustar com Bergson, Felipe Baxola e Charles, mas sem sucesso. Sem mais bolas na redes, a decisão foi para as penalidades.

Com a bola na marca da cal, Bergson, Samuel Xavier, Eduardo Brock e Felipe Baxola acertaram as cobranças do Vozão, que também contou com a grande noite do goleiro Fernando Prass para carimbar a vaga.

Na terceira fase, o Ceará vai enfrentar o vencedor do duelo entre Vitória e Lagarto-SE, que se enfrentam no dia 5 de março, em Salvador.

Fonte: CBF

Print Friendly, PDF & Email

Facebook Comments

Comments are closed.