Galo luta, faz 2 a 0 sobre equipe argentina, mas placar da ida acaba comprometendo a classificação atleticana

O Galo lutou, criou chances, venceu o Unión Santa Fe por 2 a 0 no Independência, mas acabou eliminado na primeira fase da Copa Sul-Americana. Por conta da derrota por 3 a 0 na Argentina, o resultado da noite desta quinta-feira (20) em Belo Horizonte não bastou à equipe mineira.

Um dos autores dos gols do Atlético-MG, Hyoran reconheceu a frustração pela eliminação. Ele lembrou da má atuação da equipe no jogo de ida, agradeceu o apoio da torcida e projetou dias melhores.

– Sentimento que demos o nosso máximo. Sabíamos que seria um jogo difícil. Abafamos eles, fizemos os dois gols no primeiro tempo. Pressionamos no segundo, mas não conseguimos fazer o terceiro. A gente fica triste pela desclassificação. Nosso pecado, nosso erro, foi no jogo de ida, que tomamos três gols. Sentimento de tristeza pela eliminação, mas de satisfação pela entrega – disse o jogador, antes de dar um recado aos atleticanos:

– Eu quero agradecer o incentivo da torcida, e que eles continuem acreditando na gente. Um trabalho novo com o professor Dudamel. As coisas estão se encaixando, e cada dia vai ser melhor. Peço que eles continuem nos apoiando.

Hyoran fez o segundo do Galo, gol que deu esperanças ao time mineiro
Hyoran fez o segundo do Galo, gol que deu esperanças ao time mineiro
Créditos: Alessandra Torres/AGIF

Precisando marcar gols, o Galo abriu o placar logo aos 15 minutos. Otero cobrou falta venenosa e abriu o placar no Horto. Depois, aos 28, Hyoran acertou bonita cobrança de pênalti e fez o segundo dos brasileiros. Com o apoio da torcida, a equipe do técnico Dudamel ainda criou oportunidades claras no segundo tempo. Passou muito perto do gol. Mas a bola mas as redes insistiram em não balançar pela terceira vez.

Fonte: CBF

Print Friendly, PDF & Email

Facebook Comments

Comments are closed.