O Remdesivir, antiviral, desenvolvido para o Ebola, está sendo testado em um paciente infectado com coronavírus no navio “Diamond Princess” e trazido para os EUA.

O National Institutes of Health (NIH) de Bethesda, Maryland, está iniciando os testes de um medicamento antiviral em um passageiro do navio Diamond Princess e preparando uma nova vacina contra o coronavírus para testes em humanos, segundo a revista Time .

O Remdesivir, antiviral, desenvolvido para o Ebola, está sendo testado em um paciente que foi trazido para os EUA a partir do navio de cruzeiro depois de ter sido infectado pelo vírus. Ate agora 691 pessoas foram infectadas com o coronavírus no navio Diamond Princess. Quatro passageiros morreram após serem infectados.

Outros diagnosticados com COVID-19, a doença causada pelo vírus, também participarão do estudo. O Remdesivir mostrou resultados encorajadores entre os animais infectados com dois coronavírus relacionados – aqueles que causam síndrome respiratória aguda grave (SARS) e síndrome respiratória do Oriente Médio (MERS), de acordo com a Time .

Moderna Therapeutics, uma empresa de biotecnologia em Cambridge, Massachusetts, enviou os primeiros lotes de sua vacina COVID-19 para o Instituto Nacional de Alergia e Doenças Infecciosas (NIAID) do NIH, que preparará a vacina para mais testes em humanos ate abril , de acordo com a Time .

A nova vacina foi feita apenas 42 dias após a seqüência genética do vírus ter sido lançada pelos pesquisadores chineses, usando um novo método que permitia que a produção da vacina fosse ampliada rapidamente. A vacina é preenchida com mRNA – o material genético que vem do DNA e produz proteínas – que codifica as proteínas de coronavírus corretas, que são injetadas no corpo. As células imunes podem processar esse mRNA e começar a produzir a proteína da maneira correta para que outras células imunes reconheçam e marquem a destruição.

Foram diagnosticados 81.005 casos confirmados da infecção por coronavírus, que foram registrados pela Universidade Johns Hopkins, com 2.762 mortes e 30.116 recuperações ate esta manhã desta quarta-feira.

Fonte The Jerusalem Post

Print Friendly, PDF & Email

Facebook Comments

Comments are closed.