181 anos servindo o Brasil com bravura e patriotismo – Regimento Curupayty – o 17º BIS

Tefé (AM) – No dia 20 de fevereiro, foi comemorado o 181º aniversário de criação do 17º Batalhão de Infantaria de Selva (17º BIS) – Regimento Curupayty. A programação festiva incluiou atividades como visitação de escolas, competição de futebol de campo, formatura, apresentação dos recém-chegados à Guarnição de Tefé (AM) e confraternização com a família Curupayty, reforçando os laços de camaradagem e coesão entre os integrantes do Batalhão.

A história da Unidade começou em meio à revolta da Cabanagem, durante o Império. Na ocasião, foi criado por intermédio do Decreto 31, de 28 de fevereiro de1839, o então 4º Batalhão de Caçadores, na província do Grão-Pará. O fato registrou o início de uma expressiva trajetória de vitórias e honras, devoção e bravura, marcando para sempre a participação do 17º BIS como organização militar protagonista no cenário da história do Brasil.

Durante esse hiato temporal, o Batalhão teve como sede as cidades de Belém (PA), Rio de Janeiro (RJ), Fortaleza (CE), Santana do Livramento (RS), Cruz Alta (RS) e Tefé (AM) e diversas denominações históricas, como 4º BC, 12º BI, 11º BI, 8º RI, 17º RI, 17º BI e 17º BIS.

Ao longo do Segundo Império e República, o 17º BIS foi partícipe de gloriosas passagens de vitórias, denodo e sacrifício, durante as campanhas contra Oribe e Rosas, Tríplice Aliança, Federalista, Contestado, Revolução de 30, Revolução Constitucionalista de 32 e Segunda Guerra Mundial.

Na atualidade, o 17º BIS, como força de emprego local da 16ª Brigada de Infantaria de Selva, mantendo as tradições de honra do Batalhão, vem contribuindo para o desenvolvimento da região amazônica e a proteção do meio ambiente. No contexto da Intensificação da presença da Força na faixa de fronteira, o Regimento Curupayty opera, diuturnamente, contra os ilícitos transfronteiriços e crimes ambientais.

Fonte: Portal de Imprensa do Exército Brasileiro
Print Friendly, PDF & Email

Facebook Comments

Comments are closed.