Após revés no jogo de ida, Leão domina o jogo diante dos argentinos, mas sofre gol nos acréscimos e acaba eliminado da competição

Com o apoio de mais de 52 mil torcedores no Castelão, o Fortaleza se despediu da Copa Sul-Americana 2020 de cabeça erguida nesta quinta-feira (27). Após perder o primeiro jogo por 1 a 0, o Leão do Pici recebeu o Independiente-ARG nesta noite e dominou as ações jogando em casa. A equipe comandada por Rogério Ceni ia vencendo com dois gols de vantagem, mas os argentinos marcaram nos acréscimos, fazendo o resultado de 2 a 1 eliminar o time brasileiro da competição.

Precisando do resultado, o Fortaleza envolveu o adversário na atmosfera eletrizante do Castelão e dominou as ações da partida. No primeiro tempo, enquanto o Leão avançava bem com infiltradas de bola, o Independiente jogava retrancado e apostava nos contra-ataques. Tanto que, aos 23 minutos, Osvaldo foi derrubado na área por Bustos, que tentava impedir a boa chance de gol. O árbitro assinalou pênalti, e Juninho converteu com categoria: 1 a 0.

O segundo tempo seguiu sendo de domínio do time brasileiro, apesar dos argentinos tentarem uma reação. Osvaldo tomou conta das construções de jogadas, enquanto David conseguiu boas finalizações. Mas o segundo gol saiu dos pés de Marlon, que havia acabado de entrar em campo quando recebeu belíssimo passe de Gabriel Dias e chutou livre da entrada da área para fazer 2 a 0. O resultado ia dando a classificação ao Leão do Pici, que acabou sofrendo gol de Bustos nos acréscimos e dando adeus à competição continental.

Um dos destaques do Fortaleza na partida, Osvaldo deu entrevista na saída de campo lamentando a eliminação, mas exaltando o empenho da equipe.

– Faltam palavras, fizemos um grande jogo, taticamente muito bem. Sabíamos que a equipe deles jogava por um erro nosso, e em uma infelicidade no final do jogo a gente acabou sofrendo o gol. Não tem muito o que falar. Só parabenizar a todos, todos foram guerreiros. Hoje todo o Brasil e a Sul-Americana nos conhecem e sabem que a equipe do Fortaleza é aguerrida, que joga para frente, para vencer, independente de quem vem pela frente. Mostramos nossa força. Agora é levantar a cabeça, tem muita coisa pela frente – disse o atacante em entrevista à DAZN.

Fonte: CBF
Print Friendly, PDF & Email

Facebook Comments

Comments are closed.