Esportes

Cercado de ingredientes, Santos e Palmeiras se enfrentam no Pacaembu

Santos quer manter liderança do Grupo A, enquanto o Palmeiras visa a melhor campanha geral da competição

Santos e Palmeiras se enfrentam pela oitava rodada do Paulistão Sicredi 2020, neste sábado (29), às 16h, no Pacaembu. A equipe da Vila Belmiro quer manter a liderança de seu grupo, enquanto o Alviverde vai em busca de liderança geral da competição.

O Santos lidera o Grupo A, com 11 pontos. Nas últimas cinco partidas, o Alvinegro somou duas vitórias, duas derrotas e um empate. Para manter a liderança do grupo, o técnico Jesualdo Ferreira deve mudar a formação de sua equipe. Uma das possíveis alterações é a entrada de Jean Mota no lugar de Diego Pituca, no meio-campo. Será o último jogo do Santos antes de sua estreia na Libertadores, na próxima terça-feira (3), contra o Defensa y Justicia, na Argentina.

A prováveç escalação santista para o clássico deve contar com: Everson, Pará, Lucas Veríssimo, Luan Peres e Felipe Jonatan; Alison, Pituca (Jean Mota) e Carlos Sánchez; Arthur Gomes, Soteldo e Eduardo Sasha.

O Palmeiras ocupa a segunda colocação do Grupo B, com 16 pontos, três pontos atrás do Santo André, dono da melhor campanha geral. Para segurar o ataque santista, o clube alviverde ostenta a marca de melhor ataque e melhor defesa da competição, com 14 gols feitos e apenas três sofridos. Com a vitória no clássico, o time de Vanderlei Luxemburgo ficará na liderança da chave e com a melhor campanha do Paulistão Sicredi após oito rodadas.

Raphael Veiga mais uma vez deve iniciar o jogo entre os titulares e Vanderlei Luxemburgo deve optar pela seguinte escalação: Weverton, Gabriel Menino, Felipe Melo, Gustavo Gomez e Viña; Bruno Henrique, Zé Rafael e Raphael Veiga; Dudu, Willian e Luiz Adriano.

Foto: Alexandre Schneider/Getty Images

Fonte: Federação Paulista de Futebol
Print Friendly, PDF & Email

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo