Crônicas

Dia Internacional da Mulher – Comemoração ou Política ideológica?

Hoje, dia 08 de Março é comemorado o Dia Internacional da Mulher, como sempre recebo de várias pessoas muitas mensagens, vídeos, posts etc. O que me chama a atenção, e muito, é o aspecto político que tais mensagens trazem.

Como sempre, vejo os vídeos, mensagens e post ligados ao pessoal do lado esquerdo da força, com aquelas posturas de defesa da luta da mulher, que ela é dona do corpo, e aí vem a reboque aquelas outras balelas de “sou negra, sou de comunidade, sou guerreira, sou isso e aquilo…”. Será que isso é importante?

Do lado direito da força, vejo vídeos onde a mulher se exalta por ser mulher, ah sim, uma coisa que esqueci de mencionar, do lado esquerdo da força, ainda tem as mulheres FAKE NEWS como Pablo Vittar, endeusadas como mulher, mas, bolas… ele tem bolas… e pinto… dai, é homem, não vale.

Vi vídeos valorizando mulheres militares, mulheres que defendem o conservadorismo, mulheres que defendem o presidente e do lado esquerdo da força, não esqueçamos as mulheres do #ELENÃO, mas, ELENÃO pra mim é uma mulher chamada Elena e que é Lésbica, na minha época, SAPATÃO… dai, ELENÃO, se fosse feminina? Era ELENINHA.

Tem as com sovaco cabeludo, pernas cabeludas, peito muxibão de fora e gritando LULA LIVRE… ainda bem que soltaram o cabra, já tava chato ter de bancar a conta dele como ex-presidente e presidiário, ou uma ou outra, mas isso deixa pra lá por enquanto.

Vejo dos dois lados a briga comendo solta e aí eu pergunto do alto da minhas ignorância bestial nos meus octagesimais anos de vida: nesse dia 08 estamos valorizando a Mulher os as brigas que falam que elas entraram?

Nessas décadas todas de vida vi mamãe, minha querida Baronesa, dando ordens, mandando em serviçais, mas, com doçura na voz, ninguém dizia não pra velha, nem o velho barão, o senhor meu pai, que Deus o tenha.

Ela comandava a casa com mãos de ferro e coração de ouro, além de mim, mais oito filhos e filhas, meus irmãos. Alguns já passaram dessa pra melhor, outros ainda estão aí, mas, basta uma palavra da velha mãe? todos correm… um olhar? e todos abaixam a cabeça, e a resposta final é sempre nossa: SIM MAMÃE. Até eu que hoje detenho o título de Barão não escapo, quando a Matrona quer me dar um esporro, vem logo com aquela fala doce: SENHOR BARÃO DE ARARUTA… Pronto, já sei que vem bomba por meu lado.

Aí me pergunto? Precisamos de lutas de classe, para valorizar a mulher? Não… Precisamos de lutas sociais? talvez sim… mas, com certeza, falta um pouco de sensibilidade de muitos homens para verem a beleza que é ter esse ser divino ao nosso lado – já tive três, uma sumiu no mundo, a outra me trocou por um mascate bonitão e a terceira e mais duradoura já subiu para o terceiro andar.

Dessas duas mulheres: a senhora Baronesa e minha terceira e sempre primeira esposa, guardo palavras sábias, que sempre me guiaram nos momentos difíceis da minha vida.

Na infância, mamãe era minha guardiã, olhar de águia, língua ferina, mas sempre verdadeira, nunca mentiu para ninguém, dizia que ia confessar mas para ouvir conselhos do padre do que para entregar pecados a Deus.

Minha doce esposa, cuidou de nossa casa, com esmero e ternura, educou nossos cinco filhos, cuidou das despesas da casa, eu produzia e ela geria as patacas. Nunca levantou a voz para um filho sequer, nunca levantou a voz em discussão comigo, mas, acabava sempre na razão, pois, era MULHER, e mulher em 99% das vezes tem razão… não vê a Dilma, acabou de confessar que o Presidente veio destruir a destruição que ela e o partido dela fizeram na soberania nacional, tenho de reconhecer que, fora: a exaltação da mandioca, o estocar vento, o 30% de 17%, o bater a meta ai dobra a meta… bem, melhor deixar pra lá, nem todas se encaixam nos 99%, tem aquele 1%, que é Foda.

Por isso, hoje eu quero exaltar as mulheres por SEREM MULHERES, aos homens deixo o dia 01 de novembro como seu dia – dia de Todos os Santos – (tá bom, tá bom, foi piadinha), por serem mães, esposa, companheiras, confidentes, conselheiras, médicas, professoras, policiais, motoristas, políticas, enfim, por serem esse ser multifuncional, que consegue fazer três, quatro coisas ao mesmo tempo sem se enrolar.

Aos da Esquerda da Força e aos da Direita da Força eu apenas falo: Enalteçam a mulher por que ela é mulher. Deus fez o esboço da obra e depois a obra prima. Isso para mim é o que vale. Mulher, você é supimpa, por que…

É MULHER.

FELIZ DIA INTERNACIONAL DA MULHER

Desse seu humilde admirador

Lugus Von du Kontra – Barão de Araruta.

Print Friendly, PDF & Email

Luiz Gustavo Chrispino

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades sócio-políticas e econômicas da região.
Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo