Esportes

Santos e Palmeiras vencem em casa

Compartilhar

Peixe fez valer o mando de campo diante dos equatorianos, chegou aos seis pontos em dois jogos e segue na liderança do Grupo G

Peixe 100% na Libertadores! Mesmo jogando com portões fechados, por conta de uma punição recebida em 2018, o Santos fez valer o mando de campo diante do Delfín-EQU, pela segunda rodada da competição sul-americana. Na Vila Belmiro, Lucas Veríssimo marcou o gol do triunfo santista por 1 a 0. O resultado mantém a equipe paulista no topo do Grupo G, com seis pontos somados. 

Buscando mais uma vitória, o Santos foi para cima nos primeiros minutos de jogo. Sasha e Kaio Jorge tiveram boas chances, mas foi o zagueiro Lucas Veríssimo que resolveu o jogo para o Alvinegro. Aos 29 minutos, Sánchez colocou a bola na área e o camisa 28 foi no segundo andar para cabecear certeiro para o fundo das redes: 1 a 0. Na volta do intervalo, os equatorianos saíram em busca do empate, mas os donos da casa conseguiram suportar a pressão e garantiram mais três pontos.

– Não fizemos uma grande exibição, mas o que importa na Libertadores é vencer. A gente somou seis pontos em dois jogos e acredito que isso seja importante para a sequência do campeonato. Mas nós sabemos que a equipe pode mais. E vamos trabalhar para melhorar cada vez mais – analisou o autor do gol santista após a partida. 

O Santos volta a campo pela Libertadores na próxima terça-feira (17) para enfrentar o Olimpia-PAR, novamente na Vila Belmiro.

Com três de Luiz Adriano, Palmeiras vence o Guaraní-PAR por 3 a 1

Em uma noite inspirada do atacante Luiz Adriano, autor de três gols, o Palmeiras manteve os 100% de aproveitamento na Copa Libertadores ao ganhar do Guaraní-PAR, por 3 a 1, no Allianz Parque, pela segunda rodada.

Com seis pontos em dois jogos, o Palmeiras se isolou na liderança do Grupo B, enquanto o Guaraní-PAR divide o segundo lugar com o Bolívar-BOL, ambos com três pontos.

Logo no início do jogo, o Palmeiras teve uma chance incrível de abrir o placar. Rony desarmou o zagueiro e tocou para Luiz Adriano, que dominou e rolou para Dudu.

Na cara do gol, o camisa 7 furou. A bola sobrou para Willian soltar a bomba. Com os pés, o goleiro Servio evitou o gol palmeirense. Sentindo a pressão, o Guaraní-PAR tentou esfriar o jogo.

Depois de ser sufocado no começo, o time paraguaio conseguiu equilibrar a partida. As principais jogadas do Palmeiras eram criadas por Rony e Dudu, mas faltava acertar a conclusão.

Na volta do intervalo, o Palmeiras assustou com Dudu e Rony antes de abrir o placar aos sete minutos. Luiz Adriano recebeu de Dudu e, no bate e rebate, mandou a bola entre as pernas do goleiro.

Aos 14, Luiz Adriano cruzou rasteiro e Rony mandou para fora, desperdiçando boa oportunidade. A resposta do Guaraní-PAR veio em chute colocado de Merlini pela linha de fundo.

O time paraguaio começou a se soltar em busca do empate, mas acabou sofrendo o segundo gol. Rony deu passe preciso para Luiz Adriano, que dominou e bateu na saída do goleiro. E tinha tempo para mais.

Dudu recebeu de Patrick de Paula, deixou um marcador para trás e cruzou. Luiz Adriano só completou e fez o seu terceiro gol no jogo. O Guaraní-PAR diminuiu aos 42. Bobadilla recebeu nas costas do zagueiro e tocou com categoria na saída de Weverton.

Fonte: CBF e Federação Paulista de Futebol

Print Friendly, PDF & Email

Compartilhar

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo
Translate »