Viagens e Turismo

Recife celebra 483 anos

Compartilhar

Programação de aniversário permite que os visitantes conheçam os principais pontos turísticos de Recife .

No dia 12 de março a capital pernambucana foi homenageada por sua cultura, história, gastronomia e belezas naturais. Conhecida por um dos principais carnavais do Brasil, Recife (PE) possui praias que serviram de inspiração para canções, igrejas barrocas e arquitetura colonial preservadas, além de rios e pontes que encantam os visitantes. Diante de tanta riqueza turística, Recife preparou uma ampla programação para celebrar seus 483 anos com eventos espalhados pelos diversos atrativos da cidade.

Estão previstas atividades de lazer, cultura. Os turistas e moradores poderão fazer passeios de catamarã pelo rio Capibaribe, pedalar pela Ciclofaixa de Turismo e Lazer que corta 31 bairros passando pelo Recife Antigo, ou caminhar pelos diversos roteiros da cidade, como o Circuito da Poesia, Recife dos Grafites e da Arte de Rua ou ainda o Roteiro Contemplativo do Bairro do Recife e Boa Vista. O Museu da Cidade, localizado no Forte de São Tiago das Cinco Pontas, tem agenda de eventos que começa nesta quinta-feira e vai até o dia 3 de abril.  As comemorações terão início com a troca da bandeira de Recife e a apresentação do hino da cidade pelo Coral Novo Milênio.

Seguindo com as comemorações, o espetáculo “O Boi Voador” entra em cena na Praça do Marco Zero, no próximo domingo (15.03), às 18h. Reconhecido pelo Ministério do Turismo no Prêmio Nacional do Turismo 2019 como a Melhor Iniciativa de Aproveitamento do Patrimônio Cultural para o Turismo, a dramatização resgata o período holandês da cidade. Mais de 90 atores tomam conta de um dos principais atrativos turísticos de Recife retratando o século 17, quando o Conde Maurício de Nassau prometeu fazer um boi voar. O evento promete muitas surpresas, com queima de fogos, cenário encantador e trilha sonora. 

Confira a programação completa AQUI

FREVO – Reconhecido como Patrimônio Imaterial da Humanidade pela Unesco, o frevo teve origem em Recife. A palavra vem de “ferver” que conota a agitação e o rebuliço dos passistas. Os turistas podem conhecem mais sobre o ritmo no museu “Paço do Frevo”, um local que propõe a perpetuação da dança através de gerações por meio do incentivo à pesquisa, exposições e ensino da dança e música.

Fonte TURISMO.GOV.BR

Print Friendly, PDF & Email

Compartilhar

Joice Maria

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre as atualidades sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo
Translate »