Esportes

Resumo da 7ª rodada da Copa do Nordeste

Santa Cruz 3 x 0 Botafogo-PB

Santa Cruz e Botafogo-PB dividiram a posse de bola no primeiro tempo da partida em Recife e já começaram criando chances. Aos quatro minutos, Pipico recebeu pela esquerda e arriscou para o time da casa, mas a bola saiu pelo lado do goleiro Felipe. Depois, aos 11, Rodrigo Andrade cruzou, e Fred quase marcou para o Belo, mas foi parado em Maycon. O jogo seguiu equilibrado até que, aos 17, o árbitro marcou pênalti de Christianno em Pipico. O próprio atacante foi para a cobrança e deslocou o goleiro Felipe para fazer 1 a 0 para o Tricolor.

No segundo tempo, o Belo ficou com a bola por mais tempo, mas não conseguiu transformar as chances em gol. Aos 11 minutos, Dico arriscou de longe, mas para fora. Cássio Gabriel também levou perigo, mas finalizou por cima do gol. Nos minutos finais, a pressão do Botafogo foi maior, com Cássio Gabriel e Dico parando em boas defesas de Maycon. Do lado do Santa Cruz, as melhores oportunidades foram com Patrick, que chutou perto do gol de Felipe, e com Victor Rangel e Chiquinho, que viram o goleiro fazer ótimas defesas. Mas, já aos 48, Felipe não segurou a finalização de Jeremias, que invadiu a área e bateu forte para fazer 2 a 0 para a equipe pernambucana. E o meia ainda marcou mais uma vez, na marca dos 51. Jeremias recebeu pela esquerda e bateu rasteiro para fechar o placar no Arruda: 3 a 0.

América-RN 0 x 2 Bahia

O duelo era na Arena das Dunas, mas foi o Tricolor que se impôs dentro de campo. No primeiro grande lance da partida, Élber colocou o Bahia na frente. Depois de cruzamento certeiro de Juninho Capixaba, o atacante cabeceou direto para o fundo das redes, aos 13. Ainda no primeiro tempo, os visitantes quase ampliaram o marcador com Gregore, João Pedro e Clayson. Na etapa complementar, o América ensaiou uma pressão inicial, mas aos poucos o Esquadrão voltou a controlar a posse de bola. As chances apareceram com Rodriguinho, Zeca e Gilberto. Até que, já nos acréscimos, Juninho Capixaba decretou a vitória baiana. O lateral recebeu ótimo passe de Arthur Cayke e soltou o pé para fazer 2 a 0.

Com o resultado, o Bahia se manteve na vice-liderança do Grupo A, com 14 pontos, e conquistou a vaga antecipada para as quartas de final da Copa do Nordeste. Já o Mecão tem seis pontos e ocupa a sétima colocação do Grupo B. 

Confiança 0 x 1 CRB

O primeiro tempo não teve muitas chances, mas teve bola na rede. O CRB precisou de apenas uma boa oportunidade para abrir o placar no Batistão. Aos 13 minutos, após bola alçada na área, Bruno Cosendey fez o desvio certeiro: 1 a 0. Querendo o empate, o Confiança até teve mais volume de jogo, mas pouco assustou a meta alagoana. No único lance de perigo do Dragão, Everton Santos soltou o pé e viu Edson Mardden salvar o Galo. Na volta do intervalo, o panorama da partida continuou o mesmo. Enquanto o time da casa tinha mais posse de bola, o CRB se fechou na defesa e conseguiu segurar o resultado até o apito final. 

O resultado manteve o Galo com chances de classificação. A equipe alagoana soma oito pontos e está no sexto lugar do Grupo A. Enquanto o Confiança segue na liderança do Grupo B, com 13 pontos. 

Náutico 0 x 3 Fortaleza

Jogando em casa, o Náutico foi melhor nos primeiros 45 minutos de jogo, mas não teve efetividade no ataque. Erick Daltro, Lombardi e Jean Carlos assustaram para o Timbu. Até que, na marca dos 32, a máxima do “quem não faz, leva” se fez presente nos Aflitos. Ederson deu lindo lançamento para David, que driblou o goleiro e saiu livre para colocar o Fortaleza em vantagem. Minutos antes do intervalo, os donos da casa montaram uma blitz no ataque, mas não conseguiram chegar ao empate. No segundo tempo, o Náutico tentou manter a pressão, mas foi o Tricolor do Pici que voltou a balançar as redes. Yuri César recebeu ótimo passe de Romarinho e bateu com categoria para fazer 2 a 0, aos 22. O terceiro do Leão veio logo na sequência. Bruno Melo aproveitou mais uma assistência de Romarinho e deu números finais ao confronto.

O Fortaleza assumiu o topo do Grupo A, com os mesmos 14 pontos do Bahia, e também carimbou a classificação para a próxima fase da competição. Já o Náutico segue na segunda colocação do Grupo B, com 11 pontos. 

Imperatriz 3 x 4 ABC

O ABC teve as primeiras chances do jogo. Paulo Sérgio e Vinícius pararam em boas defesas de Jairo. A resposta do time da casa veio com Lucas Campos. Mas foi mesmo o Alvinegro que largou na frente. Aos 39, Paulo Sérgio apareceu de novo e dessa vez não desperdiçou a oportunidade. Após cobrança de escanteio, o camisa 9 aproveitou a sobra e de primeira soltou uma bomba direto para o fundo das redes: 1 a 0. O gol animou os visitantes que foram para cima e não demoraram para ampliar. Novamente após bola alçada na área, Jaílson completou para o gol, aos 43. Correndo atrás do prejuízo, o Imperatriz conseguiu diminuir a vantagem potiguar ainda no primeiro tempo. Na marca dos 47, Dos Santos lançou para Alysson, que fez o cabeceio certeiro: 2 a 1. O duelo foi para a etapa complementar em ritmo acelerado. Demorou, mas a rede voltou a balançar. Aos 27, Paulo Sérgio finalizou rasteiro para fazer o segundo dele na partida e o terceiro do ABC. A reação da equipe maranhense começou pelos pés de Cesinha, aos 37: 3 a 2. Já aos 45 do segundo tempo, Willian Amaral aproveitou cobrança de falta na área para deixar tudo igual. Mas ainda deu tempo para mais. Querendo a vitória para chegar o G-4, o Alvinegro foi para cima. Bruno Souza, aos 47, fez o gol da vitória potiguar: 4 a 3.

Com o resultado, o ABC pulou momentaneamente para quarta posição do Grupo A, com nove pontos. O Imperatriz tem sete e ocupa o sexto lugar do Grupo B. 

Vitória 4 x 1 River-PI

O jogo começou movimentado no Barradão. Com menos de um minuto de bola rolando, Jean criou a primeira boa chance do Vitória. A resposta do River veio com Eduardo, aos 14. Dois minutos depois, Felipe Garcia assustou para os donos da casa. Na sequência, os visitantes montaram uma blitz no ataque. Érico Júnior e Romário Rodrigues chegaram perto. E quando o duelo parecia se encaminhar para o intervalo com o placar zerado, Thiago Carleto apareceu para o Rubro-Negro. O lateral acertou uma bomba de fora da área que foi morrer no cantinho da meta defendida por Mondragon, aos 45 minutos. O duelo voltou para etapa complementar no mesmo ritmo. O segundo de Leão saiu aos 15. Após bola alçada na área, Léo Ceará aproveitou a sobra para ampliar o marcador. Correndo atrás do prejuízo, o River diminuiu a vantagem baiana em finalização certeira de Luccas Brasil, aos 23: 2 a 1. Mas a tentativa de reação tricolor foi interrompida por Matheus Tenório. Na marca dos 28, o meia recebeu ótimo passe de Gerson Magrão para fazer o terceiro Vitória. Já aos 33, Alisson Farias aproveitou cruzamento pelo alto para fechar a conta para o time da casa: 4 a 1. 

O triunfo deixa o Rubro-Negro baiano próximo da vaga na próxima fase. A equipe ocupa a vice-liderança do Grupo B, com 13 pontos conquistados. Enquanto o River tem quatro pontos, é o lanterna do Grupo A e não tem mais chances de classificação.

Ceará 2 x 1 Sport

O duelo demorou para engrenar na Arena Castelão. O primeiro lance de perigo saiu já aos 23 minutos. O zagueiro Luiz Otávio apareceu no ataque e carimbou a trave. A resposta do Sport demorou, mas foi certeira. Na marca dos 36, Marquinhos recebeu na entrada da área, limpou a marcação e bateu rasteiro sem dar chances de defesa: 1 a 0. Minutos antes do intervalo, o Vozão assustou com Samuel Xavier, Leandro Carvalho e Rafael Sóbis. Na etapa complementar, o Ceará seguiu pressionando em busca do empate, que veio aos 13 minutos. Felipe Baxola recebeu bom passe de Leandro Carvalho e bateu direto para o fundo das redes. Logo na sequência, o camisa 10 do Alvinegro teve grande oportunidade de virar o jogo em cobrança de pênalti, mas parou em Luan Polli. Aos 21, foi a vez do Leão ter uma penalidade a seu favor. Com a bola na marca da cal, Hernane acertou o travessão. Ainda com a igualdade no placar, o ritmo do jogo diminuiu. Até aos 40 minutos, o Ceará teve mais um pênalti e na segunda chance não desperdiçou. Ricardinho cobrou com categoria para colocar o time da casa na frente e dar números finais à partida: 2 a 1.

Com o resultado, o Vozão segue na zona de classificação do Grupo B, com 11 pontos. Já o Sport é o quinto do Grupo A, com nove pontos. As duas equipes chegam para última rodada brigando por uma vaga no mata-mata. 

CSA 4 x 0 Freipaulistano-SE

No Rei Pelé, o CSA foi para cima logo nos primeiros minutos e não demorou para abrir o placar. Aos seis, Renatinho lançou Victor Paraíba, que sozinho dentro da área, deu um chapéu no goleiro Giovani e completou para o fundo das redes. Mas as emoções do início da partida pararam por aí. A melhor chance do Freipaulistano saiu já na marca dos 30 minutos. Após bola alçada na área, Wallace testou firme por cima da meta do Azulão. Depois do susto, os donos da casa tomar conta do jogo. Renatinho, aos 32, quase ampliou o marcador. Na sequência, Michael Douglas foi quem apareceu para o CSA. O atacante recebeu ótimo cruzamento de Rafael Bilu e não desperdiçou: 2 a 0, aos 36. Antes do intervalo, Victor Paraíba chegou perto de marcar o segundo dele, mas dessa vez parou em grande defesa de Giovani. No primeiro lance do segundo tempo, Michael Douglas assustou para o Azulão. Mas o terceiro veio aos 22. Em ótima trama do ataque alagoano, Rafael Bilu tabelou com Diego Renam e cruzou na medida para Allano fazer 3 a 0. Confortável no jogo, o CSA segurou o resultado e ainda aproveitou uma última chance para ampliar o marcador, aos 44, com Alecsandro: 4 a 0. 

Lanterna do Grupo B, o CSA conquistou sua primeira vitória na competição e chegou aos quatro pontos. Já o Freipaulistano é o sétimo do Grupo A, com cinco pontos. Alagoanos e sergipanos não tem mais chances de classificação. 

Fonte: CBF
Print Friendly, PDF & Email

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo