No país, foram ouvidos 2.447 professores e diretores de 185 escolas da educação básica

A melhoria dos processos aprendizagem é prioridade para praticamente todos os professores brasileiros. Essa é uma das principais conclusões da segunda etapa da Pesquisa Internacional sobre Ensino e Aprendizagem (Teaching and Learning International Survey – Talis) 2018. O resultado do levantamento foi divulgado na segunda-feira, 23 de março, pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

Como ressaltou o diretor de Estatísticas Educacionais do Inep, Carlos Moreno, a pesquisa apontou que os docentes apostam nas avaliações como trampolins para uma educação de qualidade. “Para se ter uma ideia, 94% dos professores brasileiros consideram que o principal resultado das avaliações a que são submetidos em sua escola ou rede de ensino deve ser o desenho de medidas para sanar deficiências do ensino”, afirmou.

“Esse resultado evidencia que a melhoria do processo ensino-aprendizagem é uma preocupação quase universal entre os professores brasileiros, e o mais importante, que eles estão buscando estratégias para melhorar a sua atuação”, complementou.

Os dados disponibilizados compõem o Volume II da pesquisa, coordenada pela Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE). A publicação com os resultados globais foi divulgada, simultaneamente, pela OCDE, na França.

De acordo com o Inep, responsável pela aplicação do exame no Brasil, a Talis tem o objetivo de conhecer as percepções dos professores e diretores de escolas que ofertam as etapas dos anos finais (6º ao 9º) do ensino fundamental e do ensino médio a respeito do ambiente de ensino e aprendizagem.

O levantamento coleta dados comparáveis internacionalmente sobre condições de aprendizagem e trabalho dos professores e diretores nas escolas de diversos países. A percepção dos docentes e gestores é coletada por meio de questionários, que tiveram aplicação on-line.

Trata-se da terceira edição da pesquisa, que acontece a cada cinco anos e, nesta fase, englobou 48 países. No Brasil, participaram 2.447 professores e diretores de 185 escolas dos anos finais do ensino fundamental e 2.883 de 186 escolas do ensino médio, das redes pública e privada. Essa é a segunda etapa da divulgação da Talis 2018.

Na primeira, em junho de 2019, foi publicado o primeiro volume, com o tema “Professores e Diretores Escolares como Aprendizes ao Longo da Vida”, com foco no conhecimento e nas habilidades envolvidas no trabalho.

Print Friendly, PDF & Email

Facebook Comments