Por estar temporariamente fechado para visitação, o Oceanic Aquarium  em Balneário Camboriú SC, lança canal no YouTube com conteúdo interativo para as famílias.

Com toda a família sem poder sair de casa, encontrar atividades para entreter a criançada pode ser um grande desafio. Foi pensando nisso que o Oceanic Aquarium, o mais novo aquário de Balneário Camboriú (SC), criou um canal com conteúdo interativo no YouTube com muita informação e brincadeiras. Com foco na educação ambiental e o que cada um pode fazer para ajudar a natureza, os vídeos contam com a participação da equipe técnica e falam sobre o comportamento, curiosidades, alimentação, bem-estar e hábitos dos animais. Pinguins, jacarés, cavalos marinhos, filhotes de tubarões, polvo, piranhas e salamandras fazem parte do “elenco”.

Ao fim de cada vídeo, pais e filhos podem interagir respondendo a quizes, desafios e brincadeiras e postar os resultados em suas redes sociais com a hashtag #OceanicEmCasa. Além do Youtube, o conteúdo também estará disponível no Instagram, no Facebook e no site do aquário.

“Nosso desejo é que essa situação termine o mais rápido possível, porém com segurança. Enquanto as famílias não podem sair de casa, queremos levar informação e diversão para o nosso público. É uma forma de manter todos informados sobre como continua o trabalho da equipe técnica com os animais e aproveitar para levar conhecimento e tentar tornar este período, de alguma forma, mais leve e divertido para todos”, explica Cristiano Buerger Filho, diretor do Oceanic Aquarium.

O AQUÁRIO

Um dos cinco maiores aquários do Brasil, o Oceanic Aquarium teve 40% dos recursos – cerca de R$ 7,2 milhões – financiados pelo Fundo Geral do Turismo (Fungetur), do Ministério do Turismo, por meio do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE).

Com 25 tanques instalados em 2,2 mil metros quadrados, os ambientes foram projetados para abrigar animais que foram resgatados de situações adversas ou criados em cativeiro e não possuem mais condições de retorno ao habitat natural.

Fonte GOV.BR
Print Friendly, PDF & Email

Facebook Comments