Esportes

Marcelinho Huertas fala de Seleção, NBA, Europa e volta ao Brasil

Marcelinho Huertas foi o convidado do CBB Live da última segunda-feira, no Instagram da Confederação Brasileira de Basketball. E o capitão da Seleção Brasileira falou de tudo durante uma hora. Lembrou a chance de jogar ao lado de Kobe Bryant, respondeu sobre um possível retorno para o Brasil e também reforçou sua confiança na Seleção Brasileira para o Pré-Olímpico de Tóquio 2020, que deve ter nova data – a FIBA fará a definição nesta quinta-feira, 9 de abril. Direto de Tenefire, Marcelinho conversou com a comunicação da CBB para mais de 2 mil views. Confira abaixo alguns trechos!

VOLTA AO BRASIL

– Voltar a jogar no Brasil é uma vontade que eu tenho. E todo mundo sabe do carinho que eu tenho pelo Paulistano. O meu pai foi diretor lá, fiz minha base lá. Então, não sei se vai acontecer, é algo que está distante também. Tenho contrato longo com o Tenerife, mas se acontecer um dia, o Paulistano é o time que eu gostaria de jogar, com certeza.

QUARENTENA E FILHOS

– Essa é a parte boa diante de todas essas notícias ruim. Há males que vem para o bem. Estou com meus filhos 24h, ajudo nas tarefas de casa. Da hora que acorda, até a hora que dorme. Raramente eu poderia estar presente. São muitas viagens, longas também, e isso nos ajuda bastante a ficar próximo deles.

KOBE BRYANT

– Foi pouco o convívio que tive com ele. O Kobe, na última temporada, treinou pouco. Vinha de cirurgias, então aparecia mais nos dias dos jogos, para os tratamentos. Mas sempre que estava lá, era um cara solícito com todo mundo. Muito carinhoso. E guardo com carinho que o meu armário ficava aolado da dele.

BRASIL NO PRÉ-OLÍMPICO

– O Brasil tem reais chances no Pré-Olímpico. Temos um time forte. Cada Pré-Olímpico tem pelo menos quatro equipes bem fortes. Sabemos que não será fácil, mas nossa seleção tem qualidade e com certeza vai brigar por uma das vagas em Tóquio 2020.

MUDANÇA NA ALIMENTAÇÃO

– Mudei minha alimentação, mas não foi de agora. Há dois anos praticamente deixei de comer carne, me tornando quase vegano. Também diminuí muito o glúten. Isso me ajudou a perder gordura, a ganhar massa magra, então tem que ajudado muito dentro de quadra. É importante a gente saber cuidar do nosso corpo.

Foto: Divulgação
Fonte: CBB
Print Friendly, PDF & Email

Wesley Lima

Colunista associado para o Brasil em Duna Press Jornal e Magazine, reportando os assuntos e informações sobre atualidades culturais, sócio-políticas e econômicas da região.
Botão Voltar ao topo