Nova atualização de Aplicativo do Ministério da Justiça permite envio de denúncias

Nova atualização de Aplicativo do Ministério da Justiça permite envio de denúncias

É possível denunciar pichações, problemas com a iluminação pública e descarte irregular de lixo, entre outros. No módulo “Procurados” haverá a lista com dados dos criminosos mais procurados do País.

aplicativo de celular do Governo Federal Sinesp Cidadão foi atualizado e conta agora com mais duas funcionalidades: “Participação Cidadã” e “Procurados”. A primeira possibilita que o cidadão se manifeste sobre alguma situação irregular, como má iluminação pública ou descarte indevido de lixo, por exemplo. Nele, podem-se incluir fotos e pequena descrição do fato.

No módulo “Procurados” haverá a lista com nomes, fotos e informações dos criminosos mais procurados do País. Caso o cidadão identifique um dos procurados, ele poderá ligar para o 190 diretamente do aplicativo. O Ministério da Justiça e Segurança Pública, órgão responsável pelo app, no entanto, alerta para que o cidadão não aborde um destes criminosos em qualquer situação. 

As informações inseridas no “Participação Cidadã” são repassadas para a Ouvidoria do MJSP. Em seguida, o órgão encaminha a manifestação para o governo local analisar e tomar as devidas providências. Neste primeiro momento, a função estará disponível para as cinco cidades do projeto Em Frente, Brasil: Ananindeua (PA); Paulista (PE); Cariacica (ES); São José dos Pinhais (PR); e Goiânia (GO).

Também foram feitas atualizações nos módulos já existentes, como a geração de alerta, pelo próprio cidadão, caso este tenha seu veículo roubado ou furtado e a possibilidade de inserção de fotos no cadastro de pessoas desaparecidas.

De acesso público e gratuito, o Sinesp Cidadão está disponível para download para usuários de celulares Android (Google Play) e Iphone (Apple Store).

Baixe aqui a versão para Iphone (Apple Store)

Baixe aqui a versão para Android (Google Play)

Desenhado pela Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), por meio da diretoria de Gestão de Integração e Informações (DGI), a atualização do aplicativo traz ao cidadão a participação direta em ações em prol da segurança pública, contribuindo no combate ao crime organizado e à criminalidade violenta.

O acesso ao aplicativo é feito por login único do Governo Federal, o Gov.Br. “O cadastro gera mais responsabilidade quanto à informação. O usuário poderá ser responsabilizado em caso de informações inverídicas. Todos os dados do serão preservados”, explica  o diretor de Gestão de Integração e Informações (DGI) da Senasp, Wellington Silva.

Outras funcionalidades disponíveis no app:

Alerta Roubo e Furto de veículos: com um único login, feito no Gov.br, o usuário terá a possibilidade de cadastrar seu veículo e poderá gerar um alerta em caso de roubo/furto, com a indicação do local ocorrido. O alerta permanecerá no sistema por até 72 horas e será enviado para todos os usuários do aplicativo e para as Secretarias de Segurança Pública e polícias dos estados que utilizam ferramenta Alerta Brasil Córtex. Atenção: o alerta não substitui o boletim de ocorrência. Portanto, a vítima terá até 72 horas para registrar a ocorrência presencialmente em uma delegacia especializada.

Desaparecidos: com o número do Boletim de Ocorrência em mãos, o usuário poderá inserir a foto e informações da pessoa desaparecida diretamente no aplicativo. O login será o mesmo do Gov.br. Além disso, as ocorrências de todo o País – realizadas presencialmente nas delegacias e classificadas como casos de desaparecimento – serão inseridas no sistema e compartilhadas no app. Dessa forma, o usuário poderá acompanhar e contribuir para solucionar esses casos.

Mandado de prisão: o módulo de mandados possibilita consulta direta à Base Nacional de Mandados de Prisão – mantida pela Conselho Nacional de Justiça (CNJ). As buscas são realizadas pelo nome completo. É possível também aplicar filtros como localidade ou número do processo judicial.

Fonte gov.br

Print Friendly, PDF & Email