Homenagem ao Dia da Aviação de Caça

Homenagem ao Dia da Aviação de Caça

Foi realizada, nesta quarta-feira (22), na Ala 12 – Base Aérea de Santa Cruz, localizada no Rio de Janeiro (RJ), uma homenagem alusiva ao Dia da Aviação de Caça e aos integrantes da Força Aérea Brasileira (FAB) que participaram da Segunda Guerra Mundial na Europa.

O preito, presidido pelo Comandante da Guarnição de Aeronáutica de Santa Cruz (GUARNAE-SC), Coronel Aviador Marcelo da Costa Antunes, fez alusão aos heróis do Primeiro Grupo de Aviação de Caça (1º GAVCA) que morreram em combate na Itália.

De maneira a reconhecer a importância histórica da homenagem, no contexto atual, em virtude da pandemia da COVID-19, a deferência aos heróis da Segunda Guerra foi feita atendendo às orientações do Ministério da Saúde.

Após a leitura da Ordem do Dia, o Comandante do 1º GAVCA, Tenente-Coronel Aviador Gustavo Furlan Aquino, proferiu o nome dos nove brasileiros mortos durante a guerra, além de depositar, juntamente com o Tenente André Felipe Oliveira dos Santos, flores no túmulo do Brigadeiro do Ar Nero Moura, primeiro Comandante do “Grupo de Caça”. Em suas palavras, o Tenente-Coronel Furlan destacou que a conduta do efetivo do 1º GAVCA no teatro europeu foi exemplo de coragem, persistência e fibra moral, digno de orgulho para todo o povo brasileiro. “Fica aqui o nosso reconhecimento a estes bravos HERÓIS, que enfrentando a Flak inimiga, o desconforto da guerra, as intempéries e a saudade do lar distante, tão bem souberam representar e defender a honra, a dignidade e o espírito de luta do povo brasileiro”.

O tradicional evento do P-47 remonta ao dia 22 de abril de 1945, data na qual o 1º GAVCA cumpriu, com apenas 22 pilotos, seu maior número de surtidas (44) no teatro de operações da Segunda Guerra Mundial e, por esse motivo, instituído como o Dia da Aviação de Caça na FAB que, no ano de 2020, completa 75 anos.

Fonte: Portal de Imprensa da Força Aérea Brasileira

Print Friendly, PDF & Email