No combate à Covid-19, ações de higienização promovidas pelo Ministério da Defesa repetem-se todos os dias

No combate à Covid-19, ações de higienização  promovidas pelo Ministério da Defesa repetem-se todos os dias

Assim como as orientações de lavar bem as mãos e usar álcool em gel várias vezes por dia são insistentemente repetidas desde o começo da pandemia, ações para combater a proliferação da doença precisam ocorrer de forma ininterrupta. É neste esforço que as Forças Armadas da Defesa concentram diversas ações. As iniciativas passam por conscientizar a população sobre os cuidados a serem tomados, ações de desinfecção e o uso correto dos equipamentos de proteção pessoal, entre outras atividades.

Neste sentido, o Comando Conjunto Leste levou conhecimentos sobre Defesa Nuclear, Biológica, Química e Radiológica a funcionários que trabalham no aeroporto internacional Tom Jobim. Eles receberam instruções teóricas e práticas para atuarem no combate ao novo Coronavírus. As equipes da concessionária RIOgaleão aprenderam sobre a importância dos Equipamentos de Proteção Individual (EPI), aspectos básicos de defesa biológica e como proceder em uma ação de descontaminação com o uso dos materiais e cuidados necessários.

Já no Comando Conjunto do Sudeste, em Barueri, município paulista, militares foram capacitados no trabalho de desinfecção. Durante o ensinamento, lugares com elevado fluxo de pessoas, como terminal de trem e ponto de ônibus da cidade, além de áreas da vila militar local foram limpos.

Ensinamentos semelhantes ocorreram em outros pontos do País, como no Comando Conjunto do Planalto. Cerca de 60 integrantes da Força Nacional de Segurança Pública e de militares da Subunidade de Operações Especiais participaram de capacitações práticas de desinfecção.

A atenção especial com a descontaminação ainda foi um dos focos do Comando Conjunto Nordeste. Em Petrolina, militares do 72º Batalhão de Infantaria Motorizado desinfetaram a 213ª Delegacia de Polícia Civil de Pernambuco. Eles também higienizaram locais de recepção e circulação de pessoas, onde há contato do público com os servidores, e as dependências carcerárias.

Outras desinfecções foram feitas em diversos locais do Brasil, como o Terminal de Transporte Coletivo Urbano e a Estação Rodoviária do município gaúcho de Uruguaiana. O Comando Militar do Norte, em Tucuruí, no Pará, deu atenção para a limpeza do Espaço de Acolhimento Amigo da Criança.

Ainda receberam atenção especial a higienização de vários hospitais. Foram limpas diversas áreas do Hospital da Vida, Dourados, no Mato Grosso do Sul, o perímetro externo do Hospital São Vicente, em Jundiaí (SP) e o Hospital Santo Antônio, das Obras Sociais Irmã Dulce (Osid), localizado em Salvador, na Bahia.

No Nordeste, foi a Superintendência da Polícia Federal em Natal, capital potiguar, que passou por desinfecção. Ação semelhante ocorreu em outro extremo do País, em Santiago, no Rio Grande do Sul. As Instalações do Quartel-general da 1ª Brigada de Cavalaria Mecanizada do Exército também foi sanitizado.

Em Mato Grosso do Sul, o 9º Batalhão de Engenharia de Combate, vinculado ao Comando Conjunto do Oeste estabeleceu controle sanitário nos municípios de Miranda, Aquidauana e no distrito de Piraputanga. Os militares atuaram em conjunto com as Secretarias Municipais de Saúde, Vigilância Sanitária e Polícia Militar, para controle de fluxo de entrada, catalogação de veículos e orientações profiláticas.

No Pará, em Itaituba, militares do 53º BIS apoiaram a triagem de saúde e realizaram panfletagem entre caminhoneiros, conscientizando os profissionais sobre os riscos de contaminação e informando as formas de prevenção.

Apoio à população

Por todo País, continua a entrega de kits de alimentação às famílias de crianças e jovens atendidos pelo Programa Forças no Esporte (PROFESP), como realizado pelo Comando Conjunto Bahia. Os alimentos foram entregues em escolas municipais de Salvador e Simões Filho. Da mesma forma, foram atendidas famílias de Palmas, capital de Tocantins, de Juiz de Fora, em Minas Gerais, e de Rio Grande, no Rio Grande do Sul.

Outra ação necessária e por isso feita repetidamente é a doação de sangue. No sábado (24), em Marília (SP), atiradores do Tiro de Guerra de Garça foram até o Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Marília (HCFAMEMA) para a coleta do sangue. No Sul do País, militares do 12º Regimento de Cavalaria Mecanizado, em Jaguarão, no Rio Grande do Sul, realizaram u mais uma doação de sangue ao Hemocentro de Pelotas, a mais de 150 km de sua sede.

Em meio a todas ações, há sempre tempo para homenagens, como a realizada pelo Comando Conjunto do Leste. A Banda de Música da 4ª Região Militar se apresentou em frente ao Hospital Felício Rocho, na capital mineira, em agradecimento aos profissionais da saúde que atuam na linha de frente no combate ao coronavírus.

Fonte: Portal de Imprensa do Ministério da Defesa
Print Friendly, PDF & Email