Subcomissão de Integração de Sistemas do Conselho da Amazônia define ações prioritárias

Subcomissão de Integração de Sistemas do Conselho da Amazônia define ações prioritárias

Brasília (DF), 28/04/2020 – Integrantes da Subcomissão de Integração de Sistemas do Conselho da Amazônia realizaram, na segunda-feira (27/4), a primeira reunião do grupo. Os participantes, reunidos por videoconferência, definiram ações prioritárias visando a proteção, preservação e desenvolvimento da Amazônia Legal brasileira.

A essa subcomissão cabe promover a integração de sistemas de monitoramento territorial, de alertas inteligentes e outras bases de dados. A intenção é criar metodologias unificadas para detecção de desmatamento, queimadas e outras práticas ilegais.

Liderada pelo Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia (Censipam), órgão do Ministério da Defesa, a Subcomissão de Integração de Sistemas conta com representantes da Vice-Presidência da República, Gabinete de Segurança Institucional e dos Ministérios do Meio Ambiente; Justiça; Minas e Energia; Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações; e Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

Cada ministério indica um representante para participar de um grupo multidisciplinar que deverá integrar as informações produzidas pelos órgãos. Sediado no Censipam, esse grupo vai realizar o cruzamento de dados que subsidiarão a tomada de decisões para combate a ilícitos na Amazônia Legal.

O diretor-geral do Censipam, José Hugo Volkmer, ressaltou a importância da presença de um representante de cada órgão para desenvolvimento do trabalho conjunto. “Considerando a diversidade de cenários em uma região complexa como a Amazônia, o agrupamento de todas as informações disponíveis é essencial para aumentar a eficiência do Estado na região e atender aos interesses da sociedade”, disse.

Texto: Willian Cavalcanti

Fonte: Portal de Imprensa do Ministério da Defesa

Print Friendly, PDF & Email